Powered by Max Banner Ads 
Home > Entrevistas > Mentorização AI IBM Case

Mentorização AI IBM Case

olá Pessoal,

Desta vez o nosso entrevistado é  o Mario Razec. Para quem não conhece  o Mário é um grande exemplo de aluno e que tem um futuro brilhante. O mesmo tem participado do programa Mentoring Program IBM e resolvi entrevista-lo para que o nosso amigo Razec possa compartilhar um pouco da experiência obtida no programa, além de que forma este impactou na vida acadêmica. Já que durante a mentorização o Mario estava ainda como graduando em Ciência da Computação.

Lets go…


Mini-curriculo

Mario C. Ponciano a.k.a Razec, Bacharel em Ciência da Computação pela Anhanguera Educacional/Leme graduado em dezembro 2009. Onde foi estudante mentorizado IBM o qual pesquisou sobre a Interoperabilidade de Web Services em Sistemas Distribuídos e foi construído um projeto open-source com objetivo de compartilhar pequenos recursos assim como o reuso do código.

Entusiasta open-source, possui um grande interesse de se tornar Arquiteto de Sistemas e Pesquisador de Novas Tecnologias. Contribuí em projetos open-source, assim como Eclipse Platform além de escrever tutoriais e participar da comunidade de software livre.

1.blog: como conheceu o Programa ? E por que se interessou ?

Mário: Através de uma palestra com José Damico, do programa IBM Academic Initiative realizada na Anhanguera Educacional/Leme, onde falou sobre novas tecnologias, hacking, AI, open-source, java, etc.

O interesse surgiu após mencionar alguns assuntos relacionados com minhas metas, então quando mostrou que poderia colaborar com o open-source através de ferramentas IBM, além de construir algo que a comunidade poderia utilizar e agregar conhecimento para meu futuro.

2.blog: Além de você quantos outros colegas de sua instituição estão sendo mentorizado pelo programa?

Mário: Na Anhanguera Educacional/Leme apenas eu. Mas após alguns universitários terem visto o post no blog do IBM Academic Initiative começaram à procurar para tirar dúvidas e para participar do projeto, provando assim que o projeto realmente existe possibilitando que todos tirem proveito.

3.blog: Fale um pouco como o programa de Mentorização influenciou e tem influenciado na sua vida acadêmica.

Mário: Influenciou à estudar e buscar pela resposta como um verdadeiro cientista da computação, permitindo ajudar outros com as descobertas realizadas. Aprendi a trabalhar com ferramentas que apenas ouvia-se falar como: RAD, DB2, WebSphere, SOA.

4.blog: Quais os primeiros pontos no inicio que você considerou como um “obstáculo” ?

Mário: Acredito que o grande obstáculo são as pessoas ao redor dizendo que tudo é difícil e as respostas a algumas questões exigem pesquisa profunda. Porém acredito que todos os obstáculos podem ser vencidos com a persistência.

5.blog: Comente um pouco o trabalho do mentor.

Mário: Como tecnologia tem a tendência de evoluir muito rápido e ao mesmo tempo o mentor, como o próprio nome diz é a pessoa que guia o aprendiz de maneira que não perca seu tempo em busca de algo que não o ajudaria, tem por objetivo em colocar o estudante no caminho certo tirando suas dúvidas e sempre melhorando com idéias objetivas, é feito isto através de pequenas reuniões, e-mail e algumas madrugadas no skype. =)

6.blog: além da experiência técnica, qual outro tipo de experiência você conseguiu obter desde que entrou no programa?

Mário: O programa incentivou a aprender o inglês e tenho me dedicado muito a isto, pois toda documentação é em inglês e isto tem contribuído para uma evolução substancial. Obtive também muitos amigos, além de aumentar meu networking e colaborar em projetos open-source.

7.blog: Fale sobre o seu projeto

Mário: O projeto consiste na idéia de facilitar a vida do desenvolvedor, todos que desenvolvem sabem como é cansativo toda vez escrever o mesmo trecho de código ou então relembrar como fazer determinada sintaxe. Isto acontece pela razão de existir muitas linguagens de programação com uma sintaxe pré-definida.

Com esta idéia em mente o projeto permite poupar tempo armazenando pequenos trechos de códigos repetitivos, conhecidos como snippets.

Exemplo:

Um usuário aprendeu a utilizar um For-Each-Loop em Java, então cria-se um snippet.

Este pequeno trecho criado pelo o usuário pode ser enviado e armazenado no skypilot-sharing, o trecho armazenado passa a ficar disponível para o desenvolvedor e quando precisar reutilizar o código basta procurar pelo mesmo, através do plugin criado para o Eclipse e adicionar o trecho do código ao projeto, sem a necessidade de reescrever novamente o trecho do código, ou relembrar a sintaxe.

Maiores informações sobre Projeto: Skypilot-Sharing (US) ou Skypilot-Sharing (BR)

8.blog: Mario, que mensagem você poderia deixar para os alunos que ainda não se “despertaram” para o programa?

Mário: Aproveite a oportunidade e corra atrás de suas metas tendo em mente as palavras de Napoleon Hill: “Action is the real measure of intelligence.”

9.blog: Gostaria de Agradecer a Alguém?

Mário: Sim. Afinal tudo isto consegui concluir graças aos IBMers Argemiro Lima perdendo algumas horas de sua madrugada no skype, Juliano Martins, José Damico e obrigado Camilo Lopes pela oportunidade de explicar um pouco mais sobre o IBM Academic Initiative.

Mario, eu que tenho agradecer a você por ter disponibilizado um pouco do seu tempo e compartilhado essa valiosa experiência e ficando ai como um exemplo para os demais alunos, que vivem reclamando da vida. A persistência e o acreditar são pontos chaves em nossa vida.

abracos,  see you next post.


Follow me: http://twitter.com/camilolope

Related Posts with Thumbnails