Top Posts

Carreira IT: Investindo em previdência Privada

Continue lendo

Iniciando vou de IDE ou NOTEPAD?

Posted by camilolopes | Posted in Java | Posted on 11-04-2008

16

Hello! Hi, Olá, Salve! Galera!! bom como sempre venho agradecer, os elogios, as criticas que recebi em todos os post e em especial no último. Sem esses feedbacks acho que não teria motivação para manter o blog ativo.. agradeço a todos aqueles que acessam e comentam, aqueles que acessam mais nao comentam, enfim valeu!

Antes de falar sobre o assunto, olha essa noticia que prefiro nem comentar..

Para fechar a semana, ontem fiquei pensando, pô qual assunto de amanha no blog…. ai nada vinha na mente, fui tomar meu belo banho e veio: “IDE x Notepad” hehe quem aqui quando começou os estudos no ficou com muita ou pouca dúvida nesse aspecto? Eu mesmo fiquei.. nao sabia distinguir qual poderia contribuir para meu aprendizado, mais lendo uma dica de um especilista aqui, ouvindo a voz da experiencia de outro ali, cheguei a conclusão “usem o notepad se estar iniciando”.Veremos o motivo nesse post let’s go….

Essa é uma duvida cruel para quem está iniciando (em Java). A pergunta é: qual ferramenta de trabalho/estudo usar nesse momento?

Há programadores, desenvolvedores, arquitetos etc. que dizem: “vá de IDE, vai facilitar muito sua vida”. Há outros que dizem: “se está iniciando, use NOTEPAD (bloco de notas) e depois conheça uma IDE (eclipse, netbeans entre outras).

Eu fico com a ultima opção, não sou muito fã de algo (IDE’S) faça algo por me, por mais simples que seja, principalmente quando sou “estudante da tecnologia” preciso saber o por que?, de onde veio e para que funciona.

Mas a questão é: “você pode obter isso que foi citado com as IDE’s”. Sim posso obter, também mais a forma que obtém é o que considero essencial para o aprendizado eficaz que veremos mais na frente do post…continue reading…

NOTEPAD >> IDE

Tenho ciência à potência que uma IDE (afinal de conta uso eclipse em meus projetos) tem no ambiente de produção, porém na minha opinião ambiente de estudo é diferente de um ambiente de produção , quando você está estudando é preciso entender linha a linha, o por que do fechamento daquele par de {}, aprender as palavras-chaves (principalmente as novas) e o melhor a sintaxe da linguagem. Então para que IDE melhor que o NOTEPAD? Já que com o bloco de notas não rola:

– completar o código para você;

– código colorido;

– fechar aquele par de {} automático nem pensar;

endentação do código automático; (há programadores que nem sabe fazer isso sem auxilio de uma IDE)

– e não tem a sintaxe padrão da linguagem pré-definida.

* Tenho ciência que tudo definido acima é possível desabilitar nas IDE’s mais o layout também influência, e o NOTEPAD tem um layout bem agradável. 😀

Com o NOTEPAD dar para aprender tudo isso descrito acima e um pouco mais como: ter atenção na hora de digitar um código, o que tem de programadores, desenvolvedores sem atenção na hora de digitar, e o programa não compilar apenas por que ele esqueceu de fechar uma } e ele fica procurando erros na lógica.

Lembro como se fosse hoje quando iniciei com Java (2006), a tentação era enorme de usar uma Ide como NETBEANS/ECLIPSE, porém preferir seguir o conselho do Deitel e mandei ver no NOTEPAD, sei que é pedir para sofrer, mas a forma que isso contribuiu para meu aprendizado não tem preço e somente percebe a eficiência desse recurso com certo tempo e muita persistência.

NOTEPAD que ajuda

Vou entrar em pequenos detalhes agora, como o NOTEPAD realmente ajuda, no meu caso sempre errava as palavras-chaves do Java, as declarações de variáveis, fechamento das {} e como vim do PHP 4 no inicio o hábito da antiga linguagem era muito presente nessa fase.

Um ponto interessante era quando fazia um programa e o prompt acusando vários erros dizendo que na linha 20 esqueci ; (e as vezes não era nessa linha ai tinha que procurar) como NOTEPAD não tem a enumeração das linhas o que fazer? Usar a matemática e contar linha a linha, ou analisar todo o código de modo geral e ir ao erro, ainda adquirir essa habilidade de como analisar um código, fantástico não?

Essa foi uma maneira mais rápida e eficiente que encontrei para aprender a sintaxe, claro que há profissionais que não concorda com isso, porem acho que mais uma questão de se sentir: seguro, prazer, enfim em muitos casos nem tem uma explicação exata, mais como sempre digo vai de cada um…

É para ficar a vida toda no NOTEPAD?

Haha! Claro que não, em pouco tempo e com muita pratica, o seu sensor cognitivo vai dizer “é hora de mudar”. No meu caso quando me peguei escrevendo no papel, e digitando no NOTEPAD e não ver mais nenhum /poucos erro no prompt já comecei perceber que tinha evoluído e já estava na hora de ir para uma IDE de verdade ou outra que melhorasse a legibilidade ai fui para o JEDIT, que é um NOTEPAD+++ e depois para o eclipse(nada contra netbeans)

A importância de uma IDE

Em minha opinião, um estudante deve usar uma IDE quando já dominou os “alicerceis” da linguagem, e quando isso virou café-da-manhã, lanche, almoço e janta. Daí não cabe mais ficar se preocupando se abriu um { e esqueceu de fecha – lá. É momento de pensar em botar os neurônios para trabalhar em outra camada de aprendizagem(servlets , jsp, threads, saber usar API etc.). Agora sim você realmente precisa de uma IDE robusta sendo uma fiel “companheira”.

Ambiente de produção X Ambiente de estudo

Como falei temos diferença nesses ambientes veja abaixo como definir cada um:

ambiente de produção = é o profissional trabalhando com a tecnologia em si, e colocando dos os conceitos adquiridos na fase de estudo em pratica como nomeações da Sun, design Pattern, Refactoring etc.

ambiente de estudo = é você estudar a tecnologia, porém de outro ângulo, é momento de se preocupar com o que está aprendendo entender o por que de static não que dizer que o valor da variável é estático. Aqui é momento de aprender o ABC da tecnologia. Ninguém dorme e acorda “expert”, leva tempo e dedicação.

Conclusão

O profissional deve ser um “camaleão” pronto para mudar a qualquer momento e se atualizar rapidamente. Quem aqui já viu aquele profissional que tem boa experiência em programação, porém experimente tirar IDE dele, pra ver se ele consegue desenvolver uma aplicação simples?! Pode ser que sim, ou pode ser que não, e pode levar 3x o tempo que ele levaria na IDE, mas não por ele não sabe. mas por que ele ia passar certo tempo consertando erros bobos {} ; que a lógica em si.

Porém acredito que programador, desenvolvedor etc. tem que ser capaz de em qualquer ambiente se adaptar rapidamente. Um cameleão sempre é um cameleão independente de sua cor, ou seja, o programador… tem que saber implementar o código no NOTEPAD, no Word, ate no papel higiênico, mas tem que saber . Aquela velha desculpa: “há to sem IDE aqui, mais quando chegar em casa envio”. Isso não cola mais para alguns gerentes de projetos, clientes etc. Há situações que não dar para esperar nem 10 minutos iai? Imagine…

“Você está sem IDE e sua Internet está ruim, onde você levará mais de 10min para download do netbeans/eclipse (sem plugins). Assim o PC não tem USB, então não adianta querer usar o pen-drive e o leitor de CD/DVD está mal também o que você faz?Mas o cliente não pode esperar você ir em casa, ou na empresa tem implementar no ambiente” Pense nisso e reflita…

Flw! Pessoal, espero que tenham gostado desse post, vale lembrar que nada exposto aqui foi comprovado pela ciência, mais pela experiência!

Bom final de semana a todos e até Segunda! E nao esquece de comentar o post! :)

Related Posts with Thumbnails

Comments (16)

bom post, eu comecei direto no netbens e depois de um bom tempo que voltei ao zero usando notepad, para realmente aprender a linguagem, se tivesse começado diretamento no notepad talvez tivesse ganhado mais tempo na aprendizagem.

Eu iniciei programando no Bloco de Notas e compilando tudo com o javac. O que eu aconselho a um iniciante que não vai pagar um curso de Java é comprar um bom livro (Use a Cabeça Java é uma boa pedida) e digitar/compilar/executar tudo no modo texto.

Falae Camilo tudo certinho??
gostei de ver seu blog

ainda to me matando no livro que comprei de voce
mais um dia ainda chego “lá”
e parabens pela iniciativa

abrco

Tchê, já comecei a estudar JAVA várias vezes, mas devido a não ter sido persistente desisti.
Estou de volta, e achei muito legal seu blg.
Suas dicas serão de grande importância para o meu aprendizado.
sds.

opa! DAniel!
Obrigado! por acessar o blog! E fico feliz pela contribuição do mesmo!

flw! bons estudos!

Ola Camilo, achei o seu blog agora e fiquei impressionado com a quantidade de informação que vai desde como fazer algo até dicas para estudo e certificações …
Muito legal mesmo e vou tentar me basear nos tipos de metodologias apresentadas aqui para continuar os meus.
Obrigado
André Lopes

Fiquei durante uns seis meses programando em Java no notepad, ajudou muito tiveram muitas coisas que eu não esqueci. Eu também usei uma versão bem antiga do jcreator sem o recurso de alto completar, ajudou um bom tanto!

Abraço

[…] Iniciando vou de IDE ou NOTEPAD? […]

nao sei nada….
preciso de dicas pra começar
como qm ensina criança a comer sozinho com talheres

Passo a passo! por um caminho linear, vc nao vai querer dar uma faca a uma criança certo? entao dê uma colher de preferencia de plastico, quando ela aprender com colher de plastico, vc dar uma colher normal. Até pq ela ja esta grandinha para ficar usando de plastico e ja aprendeu o suficiente com a de plastico.
Em java: começe com O.O, busque aprender a essencia e entender cada detalhe, pratique muito, vai deixar a colher cair varias vezes(errar) depois va para colher de prata inicie seus estudos com JSE tenha um solido conhecimento com JSE unindo com O.O depois vc ja pode começar usar garfos e facas (JME, JEE)
flw! 😀

Cara, meus parabéns. A princípio pela seu conhecimento em relação ao aprendizado desta linguagem de programação e segundo pela didática. Foi exatamente assim que aconteceu comigo. Em 1998, a empresa na qual trabalho precisava de um site. Eu não sabia para que lado ir. Dai, naquela epoca com o velho CADê, achei informações de como criar uma pagina em HTML. Dai, pronto! Inicialmente com aquele terrivel FrontPage da Microsoft, mas em vista dos constantes bugs e desapontamentos, resolvi apelar para o BLOCO DE NOTAS. Simplesmente, liberdade total! Com o passar dos anos, a pagina estática precisava de algo mais – entrou em cena a Javascript em 2001. Amigo, confesso que quebrei muito a cabeça – principalmente para entender os tipos de variáveis. Vixe, nem me lembre! Mas, o BLOCO DE NOTAS sempre ali – velho amigo inseparável. Até hoje, o melhor ambiente para se programar e ajeitar o código a sua maneira! Por ultimo, bateu aquela curiosidade com respeito ao Java para dispositivos móveis – celulares, a princípio – e tenho me saido bem, modestia à parte. Enfim, programador de verdade que se preza, encara numa boa o velho escudeiro BLOCO DE NOTAS.

Um forte abraço,

“A ignorância é escravidão, mas o conhecimento é liberdade”

Para os iniciantes, eu sou a favor de um editor de textos simples, com numeração de linhas, mas sem outros recursos, só que por pouco tempo.

Acho que a pessoa deve para quando:
1. Já consegue ler e entender exceptions;
2. Já consegue compilar um programa manualmente, que tenha diversos pacotes;
3. Já consegue se sente seguro quanto a sintaxe básica de linguagem.

Depois disso, IDE. Comece especialmente pelo depurador, ou seja, ensinando o sujeito a fazer a boa e velha execução passo-a-passo. Ela tem um poder didático enorme, muitas vezes negligenciado por quem está começando na linguagem.

Mas é claro, vai da pessoa ser curioso e entender o porque dos erros, ou como a IDE faz a correção. O mesmo vale para tutoriais na internet.

Nos fóruns, vemos muita gente programando baseado em “copy&paste” ou em “achismo”, sem realmente entender o que está fazendo. Esse sim, é um caminho certo para a frustração e para se tornar um programador com pouco domínio da linguagem.

Uhn, eu já comecei programando utilizando o Eclipse, eu ralei muito por que não sabia direito como o JAVA funcionava, e já comecei configurando tomcat e o eclipse com JSF e RICHFACES.

Uma coisa eu garanto pulando etapas, a curva de aprendizagem é maior, mas também todos aqueles programas cabulosos do eclipse que alguem já teve ou estão tento ou vai ter eu já tive.

Mas isso fez eu crescer muito, e Netbeans é uma corroça, e não é bom para aprender, por que ele faz muita coisa para o desenvolvedor e muitas vezes quando ele imigra para o elcipse que nescessita fazer na mão ele fica meio perdido.

Legal esse post, é muito bom para quem está começando na área de programação, eu sou iniciante.

Caraca Camilo, não sou de ler muito mas o que prendeu minha atenção neste post é de se admirar ein, gostaria de solicitar à você, isto vai parecer mais uma pergunta que uma solicitação: porque não faz posts didáticos?
Tal como num curso, tipo:
Crie um programa que faça x coisas de x maneiras com x números, ah sei lá e tipo tudo de maneira esclarecedora ajudando aos novatos (eu) na linguagem java a aprenderem um pouco mais desta linguagem que é (ao meu ponto de vista) muito boa de se trabalhar.
Fica-a-dica.

Parabéns pelo projeto!

olá Daniel,

Primeiramente quero agradecer a vc pelo feedback, realmente fantastico. Para ser sincero eu conseguir entender em parte sua “pergunta que uma solicitacao”. Sempre que crio algo para iniciantes tento ser o mais didático possivel e com os feedbacks vou aprimorando. Quando vc tiver com tempo dar uma olhada nas secoes do blog que vai encontrar posts para iniciantes que em poucos passos ja aprende algo novo no java. Tipo estabelecer uma conexao com BD, fazer um CRUD. etc
abracos,

Write a comment