Top Posts

Guia de Estudos – Free

Continue lendo

Carreira IT: Investindo em previdência Privada

Posted by camilolopes | Posted in Carreira TI | Posted on 04-10-2013

0

 

Olá Pessoal,

No post de hoje vou falar sobre investimento em previdência privada. Muitas empresas oferecem como benefício o investimento em previdência privada por uma seguradora da empresa. E ainda tem mais uma vantagem, todas as taxas são pagas pela empresa. Veremos no post a seguir como usar esse beneficio a favor e outras formas rentáveis que podem ser feitas em paralelo  para previdência privada.

Lets go…

 

Previdência Privada

Sabemos que na previdência  tradicional, ou seja, aquela oferecida pelo governo federal há um teto de vencimento e que certamente para quem recebe salários acima de R$ 4 mil reais passa a não ser vantagem se aposentar apenas com ela, pois quando estiver mais velho quer manter o mesmo padrão de vida e ainda deve considerar os problemas de saúde que aparecem por uma questão natural da vida. Muitas empresas, principalmente as de grande porte, oferecem o beneficio de o funcionário contribuir com X% do salário em uma previdência privada e ela deposita a mesma quantia que o funcionário contribuiu. Tudo isso sem pagamento das taxas cobradas por toda instituição nesse tipo de investimento, ou seja, a empresa vai pagar por elas.  Isso é uma grande vantagem para quem pensa a médio e longo prazo, pois obteve um rendimento sem taxas.

E se eu sair da empresa?

Cada uma tem uma política, há empresas que falam: “se você sair antes de três anos, não tem direito em resgatar o dinheiro que eu contribuí”. Há outras que dizem “ao sair você não pode continuar contribuindo e tem que resgatar o valor que você contribuiu”. Enfim, isso vai da política de cada empresa e você precisa ler o contrato para saber o que fazer quando sair.

Há seguradoras que permitem você manter as contribuições, que sempre é o mais vantajoso. Resgatar o valor sempre tem custo, taxas, IR, etc. A vantagem de manter o investimento é que normalmente você terá apenas a taxa de administração a ser pega, enquanto o mesmo plano por instituições bancarias grandes, há duas taxas: a de administração e outra de carregamento.

  • Taxa administrativa é um percentual anual que o gestor (instituição) recebe pelo  trabalho de administrar os recursos;
  • Taxa de carregamento: serve para arcar com os custos da empresa que administra a aplicação e o valor é sobre as contribuições. Exemplo:

 A cada R$ 1.00 investido, apenas uma parte é investida, a outra fica para arcar com os custos da empresa. Se a taxa é de 1% (algo muito difícil) e você contribuiu para sua aposentadoria R$ 100,00, na verdade você investiu R$99.00, pois R$ 1.00 ficou para instituição.

O Impacto

Quanto maior as taxas, menor a rentabilidade.

O ideal

  • Há seguradoras que não cobram taxa de carregamento, esse é o ideal;
  • Taxas de administração menores que 2% a.a;

Então, se você trabalha em uma empresa e a mesma oferece a opção de previdência privada, não pense duas vezes em obter o benefício, e veja se, caso saia, é possível manter o plano com as taxas menores que as dos bancos tradicionais.

E se a empresa que trabalho não oferece previdência privada?

Se sua empresa não oferece o beneficio, não precisa ficar triste, investir no título público NTN-B Principal é outra forma de fazer a previdência privada. Os títulos desse tipo são para investimentos à longo prazo com boas rentabilidades.

Reserve entre 5-10% do seu salário para este tipo de investimento e aprenda a viver com os 90-95%, seja para realizar outros investimentos ou para seus custos mensais.

Essa era a dica de hoje, espero que tenham gostado.

Vou ficando por aqui…

See ya!! 

Related Posts with Thumbnails

Write a comment