Top Posts

InfoQ: Entendendo como funciona a SCJP

Continue lendo

Criando Projeto Struts no Eclipse Jboss tools

Posted by camilolopes | Posted in AngularJS | Posted on 05-04-2010

7

 

Olá Pessoal,

Nesse post veremos como criar um projeto Struts no Eclipse, veja como é bem simples ter um Struts Project usando o Jboss Tools. Se não tem o Jboss tools configurado no eclipse veja o “post relacionado”. O objetivo deste post é para quem está querendo dar os primeiros passos com Struts, porem nao sabe por onde começar.

Lets go…

 

 

Não irei abordar alguns conceitos tais como: vantagens, quando usar?, por que usar?. Na verdade isso daria um novo post. Para quem tiver interesse em saber mais sobre Struts podem dar uma olhada no link a seguir e também nas vagas de emprego para Java, tenho 99% de certeza de 10 vagas para programador JEE minimo 8 vão pedir do candidato Struts como requisito.

O que é Struts?

Post Relacionado

 

  1. Uma vez com o JBoss configurado, clique em File ==> Project

  2. Localize o diretório Jboss Tools Web

  3. E agora dentro do diretório Struts escolha Struts Project

  4. Clique em next

  5. Dê um nome ao seu projeto e clique em next

  6. Agora escolha o servidor. Nesse caso vamos usar usar TomCat 6

  7. clique em Next

  8. Clique em finish

  9. A estrutura criada deve ser a semelhante a imagem a seguir.

  10. Agora vamos criar uma classe Java com Struts que vai imprimir apenas uma mensagem no browser confirmando a execução do Struts. Portanto crie um package br.com.camilo.struts

  11. Agora crie uma nova classe no package criado no passo anterior, com o nome de TesteStruts tendo como SuperClass a classe Action do Struts. Veja como deve ficar:

  12. Agora atualize sua classe com o código abaixo

 

    Mas por que fazer o forward via arquivo .xml do Struts se posso fazer direto do arquivo .java colocando o xx.jsp ??

    A resposta é bem simples se o nome do arquivo mudar, e vc tem 10 classes que faz esse forward para aquele arquivo o que fazer? Atualizar manualmente arquivo por arquivo e se vc esquecer de 1 ou 2 ou mais. Se for 100 arquivos ? Então percebeu o problema? Com o .xml vc somente vai precisar alterar em um local o novo nome do arquivo. Claro que vc pode cair na mesma situação se inventar de alterar o nome de retorno para aquele tipo de redirecionamento, mas ai é outra situação.

     

    1. crie agora um arquivo .jsp chamado de teste.jsp (clique com o botão direito no projeto ==> New File ==> JSP )

    2. Dentro da tag <body> digite a mensagem que deseja visualizar para testar a funcionalidade do Struts.

    3. Agora abra o arquivo struts-config.xml no modo Source.(veja no rodapé do eclipse esta opção)

      Precisamos configurar agora o nosso arquivo .xml do Struts para fazer o redirecionamento é bem simples. Deixe conforme a seguir. Um

      Erro comum a ser cometido é o esquecimento de colocar / no path e o nome class em type.

      1. Para testar nossa aplicação vamos digitar http://localhost:8080/app/testando.do

      2. Esse .do vem la da configurado do arquivo web.xml, abra o arquivo e veja pq nesse caso devemos ter o .do. Não existe nenhum arquivo físico com esta extensão é apenas um nome lógico utilizado e uma recomendação.

      3. Antes de testar aplicação precisamos reiniciar o TomCat então clique no botão do meio.

        Se não encontra-lo, veja em que perspectiva vc está usando. Deveria ser Java EE

      4. Agora abra o webbrowser dentro do próprio eclipse

      5. E digite o endereço abaixo, caso seguiu o mesmo nome usado nesse post

        http://localhost:8080/BlogStruts/testando.do

      6. O resultado deve ser o seguinte:

         

      Bom vou ficando por aqui e espero que tenham gostado dessa pequena introdução com Struts. Foi na verdade mais uma motivação para quem colocou o framework na lista de estudos. Abraco a todos e até o próximo post.

       

      Criando Projeto Struts no Eclipse usando Jboss tools

       

      Olá Pessoal,

       

      Nesse post veremos como criar um projeto Struts no Eclipse, veja como é bem simples ter um Struts Project usando o Jboss Tools. Se não tem o Jboss tools configurado no eclipse veja o “post relacionado”. O objetivo deste post é para quem está querendo dar os primeiros passos com Struts, porem nao sabe por onde começar.

       

      Lets go…

       

      Não irei abordar alguns conceitos tais como: vantagens, quando usar?, por que usar?. Na verdade isso daria um novo post. Para quem tiver interesse em saber mais sobre Struts podem dar uma olhada no link a seguir e também nas vagas de emprego para Java, tenho 99% de certeza de 10 vagas para programador JEE minimo 8 vão pedir do candidato Struts como requisito.

       

      O que é Struts?

       

      Post Relacionado

       

       

      1. Uma vez com o JBoss configurado, clique em File ==> Project

      2. Localize o diretório Jboss Tools Web

      3. E agora dentro do diretório Struts escolha Struts Project

        <struts1>

      4. Clique em next

      5. Dê um nome ao seu projeto e clique em next

        <struts2>

      6. Agora escolha o servidor. Nesse caso vamos usar usar TomCat 6

        <struts3>

      7. clique em Next

        <struts4>

      8. Clique em finish

      9. A estrutura criada deve ser a semelhante a imagem a seguir.

        <struts5>

      10. Agora vamos criar uma classe Java com Struts que vai imprimir apenas uma mensagem no browser confirmando a execução do Struts. Portanto crie um package br.com.camilo.struts

      11. Agora crie uma nova classe no package criado no passo anterior, com o nome de TesteStruts tendo como SuperClass a classe Action do Struts. Veja como deve ficar:

        <struts6>

      12. Agora atualize sua classe com o código abaixo

        package br.com.camilo.struts;

        import javax.servlet.http.HttpServletRequest;
        import javax.servlet.http.HttpServletResponse;

        import org.apache.struts.action.Action;
        import org.apache.struts.action.ActionForm;
        import org.apache.struts.action.ActionForward;
        import org.apache.struts.action.ActionMapping;

        public class TesteStruts extends Action {

        public ActionForward execute(ActionMapping mapping, ActionForm form,
        HttpServletRequest request, HttpServletResponse response) throws Exception{
        /* esse metodo retorna uma mensagem para o struts-config.xml
        * ao chegar no arquivo struts-config.xml e encontrar o nome done
        * a pagina eh encaminhada para um arquivo .jsp
        */

        return mapping.findForward(“done”);
        }
        }

       

      Mas por que fazer o forward via arquivo .xml do Struts se posso fazer direto do arquivo .java colocando o xx.jsp ??

      A resposta é bem simples se o nome do arquivo mudar, e vc tem 10 classes que faz esse forward para aquele arquivo o que fazer? Atualizar manualmente arquivo por arquivo e se vc esquecer de 1 ou 2 ou mais. Se for 100 arquivos ? Então percebeu o problema? Com o .xml vc somente vai precisar alterar em um local o novo nome do arquivo. Claro que vc pode cair na mesma situação se inventar de alterar o nome de retorno para aquele tipo de redirecionamento, mas ai é outra situação.

       

      1. crie agora um arquivo .jsp chamado de teste.jsp (clique com o botão direito no projeto ==> New File ==> JSP )

      2. Dentro da tag <body> digite a mensagem que deseja visualizar para testar a funcionalidade do Struts.

         

      3. Agora abra o arquivo struts-config.xml no modo Source.(veja no rodapé do eclipse esta opção)

        Precisamos configurar agora o nosso arquivo .xml do Struts para fazer o redirecionamento é bem simples. Deixe conforme abaixo:

        <code>

       

      Erro comum a ser cometido é o esquecimento de colocar / no path e o nome class em type.

       

      1. Para testar nossa aplicação vamos digitar http://localhost:8080/app/testando.do

      2. Esse .do vem la da configurado do arquivo web.xml, abra o arquivo e veja pq nesse caso devemos ter o .do. Não existe nenhum arquivo físico com esta extensão é apenas um nome lógico utilizado e uma recomendação.

      3. Antes de testar aplicação precisamos reiniciar o TomCat então clique no botão do meio.

        <struts7>

        Se não encontra-lo, veja em que perspectiva vc está usando. Deveria ser Java EE

      4. Agora abra o webbrowser dentro do próprio eclipse

        <struts8>

      5. E digite o endereço abaixo, caso seguiu o mesmo nome usado nesse post

        http://localhost:8080/BlogStruts/testando.do

      6. O resultado deve ser o seguinte:

        <struts9>

         

      Bom vou ficando por aqui e espero que tenham gostado dessa pequena introdução com Struts. Foi na verdade mais uma motivação para quem colocou o framework na lista de estudos. Abraco a todos e até o próximo post.

    JPA com Java Básico MySql

    Posted by camilolopes | Posted in BD, Hibernate | Posted on 29-03-2010

    8

    olá pessoal, nesse post vou apresentar como fazer persistência de dados usando apenas JPA, mas com Java Básico o objetivo é ajudar aqueles que estão dando o primeiro passo com a tecnologia. Não confunda este post com este Java Básico + Hibernate JPA + Mysql são parecidos, mas aqui nos não vamos envolver nada de Hibernate, ou seja, será 100% JPA.

    Recomendado: Você vai precisar configurar a JPA no seu projeto Java, portanto veja no post abaixo:

    *Basta adicionar ao seu projeto o arquivo .jar referente a JPA do pacote hibernate annotations. Nada mais que isso, confira: Java Básico + Hibernate JPA + Mysql

    Outros posts relacionados:

    Preparando o ambiente desenvolvimento

    1. crie um Java project no eclipse

    2. E monte conforme a estrutura abaixo:

    3. A classe TesteJPA  deve conter o método main.

    4. Não esqueça de adicionar o .jar ao seu projeto. Se tem dúvida com fazer isso veja nos posts citados acima.

    Preparando Banco de Dados

    Vamos usar o MySql como BD e vou levar em conta que você já tem o mesmo instalado e configurado. Crie apensa um DataBase e uma table para este. Se quiser seguir o exemplo do post o nosso ficou assim:

    DataBase: sistemas Table: Cliente

    A tabela cliente possui os seguintes campos como VARCHAR(nome,cidade,sobrenome)e um Integer(id). O id é auto_increment e chave-primaria da tabela.

    Desenvolvimento

    Explicando as anotações
    @Entity = é uma entidade que representa uma class bean;
    @Table = mapeia com o nome da tabela. Aqui eu coloquei o table para explicar, mas poderia omitir levando em conta que eu teria uma table no meu BD com o mesmo nome da minha class Bean. Ou seja, se você não especificar qual será a tabela do BD, será considerada o nome do Bean. Tenha atenção se você tem tabelas com nomes diferentes em relação ao seu bean;
    @Id = tem relação com a chave primaria da sua tabela;
    @Column = mapeia com as colunas da sua tabela, segue a mesma regra de table, quando ter colunas com nomes diferentes este campo eh obrigatório, caso contrario non-required ;

    Deixe sua classe Cliente.java conforme abaixo:

    A classe ClienteDAO é responsável por implementar o CRUD usando a JPA, vamos ver aqui o salvar, excluir e atualizar. Então atualize seu arquivo ClienteDAO.java conforme abaixo:

    1. Fazendo a persistência de dados no arquivo persistence.xml. Precisamos passar as informações do BD, user, password etc para o arquivo persistence.xml, assim conseguimos a conexao com o nosso BD. Então atualize o arquivo .xml conforme o code abaixo(tive que dar um espaco entre os <  >  pois o plugin para code não estava reconhecendo com XML):

    2. Atualizando a classe TesteCliente.java. Precisamos ter uma classe para testar o nosso CRUD com JPA. Para isso teremos uma classe java tradicional com o método main. Eu comentei algumas linhas apenas para poder testar outros recursos. Mas, levando em conta que sua table não há nenhuma informação, vamos executar primeiramente a opção salvar.

    Não Esqueça:

    • Esteja certo que você deu um start no seu BD.

    • não esqueça dos .jars no seu projeto.

    Verificando dados no BD

    1. Acesse seu banco de dados e veja se a informação inserida realmente consta na tabela. Aqui usei uma ferramenta chamada Mysql Query Browser para facilitar o trabalho com o BD. No meu caso eu fiz varias alterações.

    Vou ficado por aqui e espero que tenham gostado do post. Para quem está em primeiro contato com a tecnologia pode parecer difícil, estranho ou complicado essa estrutura da JPA, mas pode ter certeza que é mais produtivo no ciclo de desenvolvimento.

    Abraços e até o próximo post.