Top Posts

Série Continuous Integration: Build a partir da Tag Github

Continue lendo

Video Tour & Class – Auckland/NZ

Posted by camilolopes | Posted in Inglês | Posted on 13-10-2010

5

Olá Pessoal,

Depois do feriadão, aproveitei este para dar uma relaxada e ficar meio offline e fui curtir um pouco as praias aqui na Bahia :). Bom, mas de volta a realidade, aproveitei e nos poucos momentos online subir alguns vídeos que gravei no meu intercambio. E hoje vou compartilhar com vocês, uma parte de minha aula com o teacher Gabriel e um Tour que fiz indo para escola – LSI School, assim dar pra ter ideia do inglês de lá (pois o Gabriel é nativo – Kiwi) e conhecer a fantástica estrutura de Auckland.. Pena que gravei o vídeo dentro do Bus e não tem tanta adrenalina assim, mas é só uma ideia. Também não sou muito bom de nessa área de “cinema” rs.

Espero que tenham gostado.

Abraços, see you next post.

Série NZ: Minha Experiência Intercâmbio – Auckland

Posted by camilolopes | Posted in Inglês | Posted on 03-10-2010

37


Ae! Pessoal,

Ainda tentando organizar my life, mas consegui escrever um post falando um pouco sobre minha experiência em Auckland/NZ no programa de intercâmbio. Espero com o post poder tirar as dúvidas daqueles que tem Intercâmbio como meta. Somente para adiantar, já digo que valeu cada centavo. É uma experiência inesquecível, ainda mais quando estamos usando o programa para vários objetivos: estudos, contribuição profissional, experiência de vida etc. Eu já tinha criado grupos de amigos japoneses, coreanos e criado um bom relacionamento com os funcionários da escola, principalmente com a coordenadora do meu curso. :)

Lets go…

Em outros posts eu falei um pouco sobre o meu processo e a viagem. Neste, pretendo fazer um resumo de toda experiência, buscando passar as informações mais importantes. Qualquer coisa basta comentar e eu respondo.

Já falei que fiz meu processo com eles, né?

bil

www.bil.com.br

Realmente é uma agencia muito séria e com um atendimento que não tem comparação, eu faria quantos intercâmbios fossem necessários com eles. Escolhi a Nova Zelândia por questão de custo x benefício. O fato do dólar NZ valer em média $1.44 aqui no Brazil e lá sair por um pouco menos (média de $1.22), já da pra poupar uma boa grana e curtir bastante.

O país é excelente! Os nativos e as pessoas são bastante receptivas (exceto aqueles que tem uma cultura bem fechada, como alguns indianos, chineses, etc). Mas nada demais. O país é seguro e organizado, tudo funciona por lá. Realmente parece coisa de filme, mas não é. Outro ponto é que apesar da pronuncia britânica o país tem hábitos americanos, você percebe muito isso. Um lance que achei legal que só via em filme era colocar a chave de casa embaixo do tapete, lá rola isso, afinal é um país seguro. Rola muito suicídio por lá hehe. Mas roubo, assalto, se tem eu não vi nem em noticiários. Fui em dois bancos e olha a surpresa…. sem porta giratória como antigamente. Sem falar os caixas eletrônicos – ATM na rua, não é como aqui (os aquários), e sim uma máquina simples na parede, sem proteção nenhuma, nem precisa. As pessoas andam com laptop (só rolava Mac) nas ruas, sentam nos bancos das praças e ficam lá com eles.

O sistema de transporte é bem organizado e funciona no horário comercial a cada 15min. E os ônibus são pontuais, você pode comprar um cartão RIDER e andar ilimitado durante 1 mês. Custa $120,00 NZ.

O país aposta nos esportes radicais. Para quem gosta, é excelente, eu não curto muito não. Alias, adoro ficar olhando… rs. Apesar de ser um país pequeno, há muita beleza natural para se ver, realmente você percebe a preservação da natureza em todo o país e isso não somente na questão de ver e sim no nível da educação das pessoas que moram lá, elas de fato se preocupam com a natureza e os animais, respeitam as leis de proteção, etc. Para vocês terem uma ideia, fiz uma pequena viagem com um nativo, só que no meio do caminho tinha um pássaro e ele pisou de vez no freio, somente para não atropelar o pássaro Achei loucura isso, pois a vida de quem estava no carro vale muito mais, ai ele falou : “a lei de proteção dos animais”.

E o inglês?

Excelente o inglês por lá, não tem como fugir não, é primeira língua de ponta-ponta. Então, imersão total mesmo, isso é excelente. Os nativos tem uma pronuncia britânica e nem sempre é fácil entender, mas é inglês, e também falam algumas palavras com pronuncia do inglês americano, isso varia muito, o problema está em entender os coreanos, japoneses e chineses, meu deus, horrível , a pronuncia deles complica muito, mas você acostuma.

E na LSI todos os professores são nativos e da área de educação, enfim são professores profissionais e não profissionais professores, em outras palavras, não dão aula por dar. E isso era visível em cada aula. Nunca vi passar tão rápido e eu ficar contando as horas para chegar o dia seguinte para a próxima aula.

Você vai passar por isso

Na primeira, eu queria porque queria falar em português, não conseguia ficar por muito tempo falando em inglês, ficava sufocado. Na segunda caiu a ficha e comecei a sentir vontade de voltar, pois no inicio você tem poucos amigos e começa a sentir falta das coisas aqui, mas é algo passageiro, espero que essa sensação passe (não é nada legal), porém faz parte do processo.

E ficar 30 dias compensa?

Essa é uma pergunta bem comum. Pela minha experiencia e o que percebi por lá, é o seguinte: compensa se você está no nível UPPER-INTERMEDIATE ou superior, menos que isso não vá, pois a grana investida é alta, com os benefícios para apenas 30 dias. A questão é que com um nível menor você terá muita dificuldade em entender os nativos, pode ter certeza, não será fácil entender se você não tem um bom listening e quando você não entende bem, já gera um bloqueio no speaking, isso é automático. Eu vi muitos brasileiros lá pre-intermediate, elementary, que saíram aqui do Brasil, falando mal dos professores e escolas daqui e foram na esperança que lá iam virar fluentes da noite para o dia. Isso nem em sonho. Só foram gastar grana mesmo, pois ninguém aprende um idioma em menos de 1 ano, começando do zero. E outra, se não ficar exposto de fato e ficar la falando em português, é pior ainda, maioria dos brasileiros que estão em níveis iniciantes, não falam em inglês por medo. Eu conversei com alguns brasileiros, mas em inglês.

Mas eu reforço, se está acima do upper-intermediate, vá na fé que você vai dar um UP legal, só depende de você. Eu, por exemplo, queria ficar mais tempo, fiquei muuuito arrependido por não ter fechado um pacote de dois meses e quanto tentei já era too late.

A comida NZ

Pessoal, eu não moro na NZ por preço nenhum! Falo morar definitivamente, a comida é ruim demais, eles não comem não, somente alimentam o corpo, não sei de onde tiram que aqui tem qualidade de vida, porque isso não existe não. Comem muito mal, péssimo mesmo. Eu achava que em SP a galera não se alimentava bem pela agitação que é, mas ai em SP todo mundo come bem ate demais. Aqui, por exemplo, a maioria das pessoas almoçam em Fastfood da vida, BURGER KING, KFG, Mc, etc. Primeiro porque é mais barato e segundo porque não há muita opção, só rola comida japonesa e chinesa… E quem suporta comer todo dia? Em uma churrascaria brasileira aqui, que não tem nada da nossa ai, um PF custa uns $30-40,00 e não dá nem meio kg! Self-service não é tão comum aqui não. Outro detalhe é que um PF (tailandês) custa media 10 dólares e não é um dos melhores, algo que nem sei se meu cachorro ia comer, do jeito que ele é enjoado. Enfim, quem vem pra cá tem que preparar o estomago, pois não vai encontrar moleza e o brasileiros é quem mais sofrem. Eu, tinham dias que era no pizza hut, burger king e por ai vai, almoçar de verdade não almocei não. A única coisa legal ainda são as frutas, preço parecido com o nosso. Aqui se for comprar em supermercado é um pouco caro, mas se for na feira é a metade do preço. Feira aqui é organizado e não se vê ninguém gritando.

Qual o valor do investimento

Separe um valor aproximado de R$ 10 mil reais, já incluindo o dinheiro que vai levar para gastar. O cálculo base:

  • passagem: 3 – 3500,00 (depende de quando comprar)

  • curso: 3-500,00 (curso standard 20 aulas por semana)

  • documentação: passaporte (se não tiver) 160,00

  • Leve uns 3 mil reais para 1 mês. Isso se você quer curtir o país de fato, visitar vários locais, baladas. Senão 2 mil é o minimo.

Uma empresa que eu recomendo é o pessoal da Action, (http://www.actioncambio.com.br) eu fiz tudo por telefone 4 dias antes da minha viagem, eles tem agencia no aeroporto de Garulhos e funciona das 5 da manhã até meia-noite. Para NZ é bom reservar  o money, pois nem sempre tem disponível na hora, então eu liguei pra eles reservei e também solicitei o cartão pre-pago. Fiz o DOC/TED para eles, confirmaram e eu só precisei passar na agência para pegar e pronto, bem mais fácil e rápido. Uma pessoa que teve um bom atendimento e cuidou de tudo foi atendente Vanusa. Gostei da Action, porque eles dão suporte a quem é de fora do estado de São Paulo de forma eficiente, mas há outras casas de câmbio também que fazem. Eu já virei cliente fidelidade deles. E na volta eles compram tanto o valor em espécie e no cartão pre-pago. Achei o cartão pre-pago melhor, pois não há taxas de IOF, porém recomendo levar o seu cartão internacional, caso tenha problemas com o cartão pre-pago.

Eu dei preferencia em ficar em host-family pois assim eu poderia praticar mais ainda o inglês ao chegar em casa. Querer ficar em locais mais baratos, como republica, não recomendo. Não ache que lá é o Brasil não, que quando chegar na republica vai conseguir fazer amizade facilmente. Alguns estudantes são fechados e não fazem amizade como nós brasileiros, que temos essa facilidade. Então eu vejo o host-family, como investimento, é mais caro, custa $220,00 por semana, mas compensa. Um detalhe, você só viaja com tudo pago, é exigência da escola e consulado. O dinheiro que está levando é para gastar e não pagar nada.

O visto

Para Nova Zelândia o visto é quando chegar lá, mas não tem erro, se tiver com a documentação ok, você tem o visto validos por 3 meses. Afinal de contas, eles dependem do turismo.

Documentos exigidos:

  • passaporte

  • comprovante: matricula, hospedagem, dinheiro, comprovante aéreo.

Na hora ele vai te perguntar o que tu vai fazer na NZ. “I am going to study english. Where? LSI School”. Peguei meu visto em 2min. Ele nem pediu pra ver a grana, ia mostrar, mas ele falou que estava ok.

As baladas

Bem, essa aqui eu não posso comentar muito não rs. A coisa lá é boa para os solteiros hehe. É, sem comentários, bem diferente que aqui no Brasil, eu diria que até melhor. Só peca que a mulherada lá não chega aos pés da mulher brasileira, pois as brasileiras são perfeitas. Porém, tem muita japonesa, coreana, indiana, tailandesa, nativa (kiwi), espanholas, que são bonitas. Para aqueles que gostam do “simbolo nacional” da brasileira lá não vai encontrar não, porém a mulherada lá tem uma sensualidade incrível mesmo. A balada é um pouco diferente, começa cedo e termina cedo, é habito cultural mesmo, somente uma festa vai ate 4 da manha, Margaridas Bar e essa aqui tem historia viu. É o point da galera e de todos os estudantes. É uma boate excelente, não paga para entrar só o consumo e tem a cerveja mais em conta 1L por $5,00 NZ. Tem o Mexican café que começa as 21-23 hrs e dia de quarta é brazilian day. Rola só forró nesse dia e toda quarta eu estava marcando presença. Enfim, antes que mandem um e-mail, mulher não falta em NZ e sem dificuldades rs. Fica sem quem quer ou não pode (meu caso). Porém, quem está acostumado com as noites de SP e Salvador por exemplo, que há varias opções ao sair de uma balada, infelizmente lá você tem poucas opções ou vai pra casa de táxi (depois do horário do seu ultimo Bus, alguns são 23 hrs, no máximo 00:00) se tiver acompanhando, faz companhia para a mina até o próximo ônibus dela.

Vou ficando por aqui, espero que tenham gostado! See you next post.

Abaixo algumas fotos: do meu quarto, homestay, friends etc.

eupraia