Top Posts

Entendendo Maven archetypes AngularJS para Java Developers

Continue lendo

Minha experiência IELTS General Module

Posted by camilolopes | Posted in Inglês | Posted on 13-12-2011

38

olá Pessoal,

Estive sumido do blog por um pouco mais de 1 mês, na verdade o ultimo post foi em outubro. Quase dois meses. O motivo? Estava estudando para o IELTS. Claro que não por dois meses, mas tive que 1 mês antes de iniciar os estudos concluir algumas coisas para poder focar 1 mês só no exame. Ah o que é IELTS? Para quem não conhece vou explicar o exame e para os que já conhecem fica mais uma experiência de quem já foi torturado.

Lets go…

O que é o IELTS?

IELTS é o exame de proficiência em inglês para quem deseja migrar para outro país seja para trabalho ou estudo. Países como Nova Zelândia, Austrália e Canadá usam o IELTS como required para poder conseguir o visto de residente.

O visto ti dá direito de poder trabalhar legalmente no país, abrir empresa, construir família etc. Enfim, é um visto dos sonhos.Um detalhe que quando tiramos um visto se você casar sua esposa automaticamente ganha o visto tb.

Como é o IELTS Exam?

Bem a prova é composta por Listening, Speaking, Reading e Writing. Cada uma com valor de 0-9. Para os que acham que é uma prova qualquer, vai se enganar. Eu não sou fluente em inglês, mas já vi quem é fluente rodar no exame e quem não é passar tranquilo. Por que ? Simples, conhecer a estrutura da prova e saber gerenciar bem o tempo durante o exame é o fundamental.A seguir falo de como é cada parte:

Listening: Você pode se comunicar em inglês e entender bem no mundo real. Mas, no exame se você não consegue ter um Listening para “o especifico” é o mesmo que nada. É isso mesmo, eles testam todo tipo de contexto com listening, uma hora quer que você saiba que palavra foi dita exatamente(se falou no plural e você escreveu no singular, perdeu a questão, dureza né?), isso nas questões de completar. Outro detalhe não espere que vai ouvir a frase e a que está missing sendo dita no espaço branco. Às vezes tem isso, mas não para todas as questões. O que você precisa entender é que na maioria das vezes ouvir o que foi dito e se preocupar com os sinônimos e ver se é aceitável. Tem ficar esperto com isso. Um detalhe para facilitar o inglês usado é formal, pode ficar tranquilo que não ter gírias regionais ou coisa parecida.

Há outras questões que temos uma discussão sobre determinado assunto e você precisa marcar o que foi dito, mas as respostas foram escritas levemente diferente do que você ouviu.

Exemplo:

Teve um dialogo onde o Speaker falou que ele queria ser militar porque ele gostava,apesar do pai dele já ser um. Mas, não era por isso que ele queria ser um militar.

Nas alternativas eles afirmavam e tentava confundir que o Speaker queria ser porque o pai dele já era militar. Se você não entendeu bem o dialogo ia achar que era verdade. E ia perder uma questão.

Speaking: uma entrevista de 11-15min com o examiner. Ele/Ela vai analisar o quanto você consegue se comunicar com clareza, objetivo e uso apropriado da gramática. Tudo isso no menor tempo possível. A dica aqui é ficar relaxado e praticar antes(eu praticava tomando banho, voltando do trabalho). As perguntas são em ordem e dá para ter uma ideia:

  1. sobre você

  2. ti dá um tópico e você precisa falar sobre aquele tópico por 2 min.

  3. Em sequencia ela entra nos detalhes do que você explicou no tópico anterior

  4. vai para outro tópico relacionado

  5. finaliza

Reading: esse aqui não tem que ler todos os textos, e sim passar o olho, buscando as palavras chaves, uma dica é que normalmente as respostas estão em sequência se para primeira pergunta tu achou no paragrafo 1, da pergunta 2 certamente estará no paragrafo 2 eou no póximo. Tem 60min para responder as 40 questões. Parece muito? Pode ter certeza que não é. Nem vai conseguir revisar. E outra não tem tempo extra para passar a resposta para o caderno de resposta. Então se você responder no caderno de rascunho e pensa em depois passar para o caderno final, esqueça senão vai zerar seu reading test. Responda direto no answer sheet. Uma vantagem que a maioria das respostas tem que ser de lápis.

Writing: Esse aqui é tranquilo se você praticou. Eu pratiquei bastante. Parece ser fácil esse ne? Não é. Você precisa entender como o examiner quer ler seu texto(no material de estudo que usei dizia isso e foquei nisso), usar táticas de escrever rápido e eficiente (aprendi isso em um mês. Eu não sabia, mas é possível). Eu pratiquei isso bastante, lembro que nos meus primeiros writing, eu estourava o tempo e não escrevia nada com nada. Precisa ser objetivo, e escrever estruturado para qualquer assunto.Isso tanto a letter(150 words) quanto essay (250 words). Atingir o número de palavras é essencial, pois afeta sua nota. Há técnicas para isso eu usei as dicas da Simone e de um site que achei no velho Google. São 60min para escrever as duas cartas, eu reservei 20min para a letter e 30 min para o essay, usei os 10min para revisar. Era assim que fazia em casa.

Como tudo começou

Bem, nada foi planejado. Nada. Conversando com um colega que foi para Austrália esse ano o Eduardo. Ele começou a me motivar. Apesar que morar e trabalhar com TI fora do país é um dos meus sonhos e a conversa com o Eduardo só fez eu ativar isso por agora. Daí fui entender como é o processo de migração etc. Foi quando conheci o IELTS e resolvi fazer só para saber como estou. Certamente não passarei com a nota que preciso para dá entrada no visto. Falarei disso mais na frente.

Minha Preparação

Não posso dizer que foi fácil, tive que abrir mão de muita coisa durante 1 mês, quebrar outros estudos dentro do meu plano de carreira. E parar tudo para focar só no exame. Estudava todos os dias, alias quase todos, porque tinha dia que ficava desmotivado e nem tocava no livro. Mas, eu tinha um plano de estudo semanal. Sabia o que ia estudar por dia/semana. Como o tempo era curto, sempre fazia as coisas com um timer. Se estourasse o tempo, parava de fazer. Era auto-correção. Se eu não atingir dentro do tempo esperado, então eu mesmo zerava meu exercício e ia buscar melhorar isso. E digo para vocês só aprende quem pratica. Saber só inglês não é o suficiente não. Outro ponto é que eu estudei a estrutura do exame e mesmo assim tive dificuldades na prova, acho que explorei pouco em casa. Mas, conhecer como é o exame é importante. Por exemplo, pratiquei só dois simulados de Reading dois dias antes do exame, e no dia tive dificuldades em resolver as questões a partir da 35. Pois, são as mais crueis para achar a resposta. 4 semanas é um tempo pouco, acho que 2 meses seria ideal, para poder explorar bem cada parte do exame. No meu caso, não fiz nenhum curso oficial nas escolas tradicionais (eu acho caro quase R$ 2.000), comprei um curso online ($50.00 dólares) muito bom por sinal www.scottenglish.com e comprei(na Amazon, prefiro impresso) o livro da Simone que é excelente. Para vocês terem ideia, o tempo era tão curto que eu não conseguir usar todo o material do ScottEnglish. Minha assinatura do curso expirou e eu não conseguir fazer todos Reading que tinha lá.

Outra coisa era meus estudos para writing eu criei uma técnica de como escrever rápido e focado, pelo visto funcionou. Tanto para essay/letter eu olhava o que era e daí em qualquer espaço da folha de rascunho fazia colocava KEY-NOTE e ali ia colocando em sequencia as palavras chaves daquele assunto.

Exemplo:

Key-note: para um letter de despedida dos amigos

  • good experience

  • our parties and travels

  • mother is sick

  • serious problem in my family

  • phone contact

Eu reserva 2min para montar o key-note para o letter e 4-5min para o essay. Era o tempo que tinha para pensar nas palavras chaves para ir escrevendo. Isso foi fundamental porque ia olhando o key-note e conseguia ir montando os paragrafados conectado cada key-note, às vezes descartava alguns, porque não fazia sentido. Porém o foco era, ir anotado o que eu conseguir pensar na primeira vez que meu cérebro viu o assunto e deixar ele ir anotando por mim :). O resultado que ganha confiança para escrever sobre qualquer tema e o mais importante escrever com introduction/body/conclusion. Isso é required para quem vai analisar. Escrever sem ordem mesmo com uma boa gramatica, certamente vai comprometer seu writing.

Enfim, digo que foram as 4 semanas mais tensas que pude ter, mas gostei. Boa experiência.

Investimento

Quanto investir nessa brincadeira?

  • Exame: R$ 450.00

  • Scott English: $50.00 dólares

  • Livro da Simone com frete: $40.00 dólares (tive que pegar com frete na Amazon de 5 dias e paguei mais caro).

Minha Experiência

Aqui vou contar minha experiência com o exame. Realmente é um exame desafiador. Não é bicho de 7 cabeças, mas o candidato precisa mostrar o quanto ele sabe inglês no menor tempo possível, ou seja, raramente tu consegue revisar algo, é escrever e responder tudo de primeira. Fora a pressão que você sofre. Essa foi minha percepção. Cheguei cedo no exame 15-30min antes do horário. Não chegue atrasado, eles são pontuais. A parte de Listening é que tem mais pressão, porque se você ficar distraído ou perder a concentração não é difícil perder 2,3 etc questões em sequência. O reading foi cansativo, os textos eram enormes e não dava para ler de fato, mas respondi tudo. Nunca chute por achismo, a resposta sempre está no texto, e use de lá se quiser chutar. Speaking foi tranquilo, o assunto foi bom, falar da minha vida e carreira profissional, confesso que tinha receio se fosse para discutir algum problema social ai é osso(no meu caso). Toda entrevista tem 11-15min então você tem que explicar as coisas bem para o examiner se você começar a ficar perdido ele passa para a pergunta seguinte e você tende a ficar mais nervoso, porque ele já passou a diante e você não explicou direito. Writing: Foi bem tranquilo pratiquei bastante e fiz com tempo sobrando para revisar, que nesse caso peguei vários erros e ainda melhorei a explicação.

Enfim, foi uma experiência, consumiu todo sábado, de manhã foi a entrevista e de tarde o restante. Dica, não coma nada pesado. Eu almocei um sanduíche natural e um suco e levei uma barra de cereal para “beliscar” no meio do exame.

Outra coisa que vi, foi uma candidata chorar na sala. Pelo visto ela não praticou. E inventou de ler todo o reading e responder no caderno de rascunho, quando faltava 10min foi tentar passar, as respostas para o answer sheet. Coitada nem deu tempo de começar direito. Time out. E você não pode escrever mais nada. Nem tente.

Meu Objetivo com o exame

O objetivo mesmo era conhecer o exame, eu descobrir por acidente que teria a prova em dezembro, acho que 2 dias antes de fechar as inscrições. Dai fui la e fiz, só para conhecer a prova. Eu sabia que a próxima seria em março/2012. Pois, o exame acontece a cada 3 meses. Mas, quando vi essa de dezembro resolvi fazer, não tenho nada a perder mesmo.

Passar no Exame

Alguns ficam perdido nessa parte. O que significa passar no IELTS? Depende de quantos pontos você precisa ter para tentar o visto. Há pessoas que precisam apenas tirar 6 e outras 9(nota máxima). No meu caso preciso tirar 8. Que é uma nota bem difícil de tirar para quem não é fluente no idioma. Mas, porque eu preciso de 8? Há vários fatores, um deles é a idade. Tenho 24 anos, isso não ajuda muito não. Uma pessoa com 26-30 anos, ganha mais pontos e isso diminui o score no exame. Porém, há outros fatores: tempo de formado, tempo de experiência profissional para a profissão que deseja submeter etc. Cada profissão tem seu peso. Então tirar 7 você passou exame, mas não necessariamente atingiu os pontos necessário para tentar o visto. Exemplo, se você tira 7 tem pontos X. Quem tira 5 tem pontos Y. No meu caso um agência de migração que fez essa analise. Mas, você pode ver como os cálculos são feitos no site do consulado. Eu preferir que agência verificasse, porque eles analisam com cuidado todas as informações que você envia e dai o retorno dele é mais garantido do que eu ir no site do consulado e tentar fazer o cálculo com base na explicação que tem lá.

Eu estou ciente que não passarei tirando 8, mas o meu objetivo n era esse, eu apenas arrisquei e também queria conhecer o exame. Quem sabe daqui a dois anos quando tiver mais velhinho, eu tente novamente? Dai já sei como é a prova e isso vai ajudar. Outro detalhe, tentar o visto é ter uma média de uns 15 mil reais disponível para perder/ganhar (visto). Caso for fazer com agência sai nessa média. Mas, tem  custo indireto, o deslocamento para ir fazer os exames médicos etc. E como posso perder? Simples, tudo é classificatório ou eliminatório. Vá que você tenha algum problema de saúde e descobre no exame desses apenas? O dinheiro investido é perdido, ng vai ti devolver. Se você atrasar com a entrega de alguns docs, esqueça. Porque o consulado só dá retorno para agências credenciadas à ele. Se você quiser falar com eles, terá que agendar um horário e o número de atendimento é limitado por dia. Então já viu que não é tão fácil assim né?.

E por que eu pensei em querer ir para fora do Brasil?

Bem, até engraçado responder essa pergunta. Mas, algumas coisas não sabem quando tomam essa decisão. Apenas querem ir, porque muitos amigos já foram ou estão lá. Eu particularmente porque quero ter essa experiência de morar por um tempo em um outro país. Sei que isso vai contribuir na minha carreira profissional e pessoal. Não posso negar que o segundo motivo é $$$. Na minha área principalmente há uma carência global de profissionais e fora do Brasil os salários chega a ser 3x maiores que aqui. E não é conversa. Mas, não se esqueça que tudo depende da qualificação, quanto mais qualificado mais você vale no mercado e tem empresas dispostas à pagar por isso, pode apostar. E ser bem qualificado não é para todos. Qualificado não está alinhado a um diploma, certificado ou qualquer outro papel desses. Há outros aspectos mais importante . E ser qualificado leva tempo, precisa ser persistente,ter disciplina etc. Não se constrói um bom império da noite para o dia.

Desistir?

Quem falou isso? Foi um teste para “medir a temperatura”. E saber como eu estou e com base no resultado (em janeiro/2012) eu vou saber o quanto eu preciso melhorar para atingir um nível aceitável para migrar. E depois eu parei e pensei. Puts, esse processo não está testando apenas meu inglês e sim meu perfil profissional. Se eu preciso de uma nota mais alta no exame, é porque preciso ainda ficar mais tempo aqui no Brasil, adquirir mais experiência antes de migrar. E isso é fundamental. Porque não adianta eu migrar se não estou preparado. O processo de migração para quem está preparado já deve ser sofrível. Imagine para quem não tá? E sem falar que migrar não pegar um ônibus e voltar para casa porque acordou de mal humor. Não é bem assim. Enfim, tudo depende de como você olha e reflete com o resultado eu costumo sempre ter um olhar além do obvio. Ir além e entender o por que?!.

Meu material de Estudo

 

note: Quem tiver interesse em adquirir o livro da Simone, eu tenho um exemplo embalado com nota fiscal. O motivo que comprei dois sem querer. Valor R$ 35.00

Bom, pessoal essa ai foi minha experiência e o motivo que as aranhas tomaram conta do blog. Só esperar o resultado e ver o que acontece.

Vou ficando por aqui, realmente o post ficou grande, mas não tive como fugir.

Abracos, Depois de 1 mês longe do meu mundo nerd, estava entrando em depressão já :).

Retrospectiva 2010 + Metas 2011 Carreira TI

Posted by camilolopes | Posted in Carreira TI, TI/Review Livros | Posted on 29-12-2010

4

2011 

opa! Pessoal,

            Mais um final do ano na “porta” e como sempre um post sobre o balanço do ano corrente. Nos anos anteriores, eu sempre fiz dois posts, um para falar dos acertos e erros, e outro das “promessas” para o ano seguinte e compartilhando alguns materiais de auxilio, para aqueles que vão construir seu RoadMAP.  Este ano vou fazer um pouco diferente, vou compartilhar aqui com vocês leitores(que estão na estrada comigo há um bom tempo)  como foi meu 2010, acertos/erros, mishaps, e como estou terminando 2010, porém não vou deixar de dar um help para aqueles que ainda estão buscando formas de como documentar os planos para 2011 (aprendi uma coisa: à medida que evoluímos na vida como todo, e a forma que planejamos as nossas metas seja qual for ela, tendem a mudar) e no final vou apresentar um vídeo que achei interessante e recomendo a todos, pois é um bom momento para reflexão. 

Sinta-se à vontade em compartilhar como foi o seu 2010 😉 

lets go… 

Meu 2010        

 –        Iniciei o ano bem motivado com o plano de 2010 em mãos e nesse inicio foi à preparação para fazer o intercâmbio inicialmente para o Canadá, buscando melhorar o inglês, principalmente na parte de “conversação continua”, pronúncia, além da experiência internacional.

–        Em seguida, concluir o meu projeto como escritor para editora Ciência Moderna e já foi uma meta atingida;

–        Em 05/Maio foi o lançamento do meu livro Guia do exame SCJP, dia este inesquecível.

–        Lancei o simulado em português gratuito para SCJP – SimSCJP, um modo que encontrei de ajudar a comunidade;

–        Em Junho, comecei a ter problemas com minha viagem para o Canadá com o visto e não conseguir embarcar e dai mudanças no plano de 2010; (plano de contingência)

–        Reorganizei minha viagem para fora do país com o objetivo de dar o UP no English, “posso mudar de destino, mas não o objetivo, sou responsável de escrever minha própria história” e ai decidir ir para Nova Zelândia – Relato da viagem;

–        Entrei em uma sociedade com um amigo, para prestar uma Consultoria à uma empresa no interior da Bahia, trabalhamos média de 2-3 meses, mas finalizamos o projeto em seguida, ambos não tinha como focar o tempo que o projeto estava pedindo. Porém, foi uma experiência excelente, pois tive a oportunidade de viver bastante à área de negócio dentro de TI no dia-dia e na pele.

–        Recebi um convite do Eduardo Guerra da MundoJ (antiga Revista MundoJava) para escrever um artigo, para uma das edições, fiquei bastante feliz, pois não estava nos planos e tocamos o projeto e artigo publicado – Ed.43

–        Acabei fazendo o desligamento da IBM, a qual estava desde Outubro/2008 e fui viajar para NZ, sem preocupação com retorno;

–        Ao retornar fiz um artigo para InfoQ com o apoio e revisão do Pedro Mariano da Caelum, mais uma felicidade, pois escrever para InfoQ não tem preço;

–        Ao chegar ao Brasil, ainda não tinha pensando quando voltar a trabalhar, pois estava focado em reorganizar minha vida pessoal e descansar mais um pouco eram 5 anos sem férias. E estava analisando as propostas e entre as opções, optei por vim morar em SP e ir para 4Linux como Consultor Java em projetos JEE.

–        No finalzinho do ano, surgiu uma nova oportunidade para trabalhar no laboratório de pesquisa e desenvolvimento com Java da HP em POA e acabei aceitando a nova proposta e já estou de mudança e daí tive que fazer meu desligamento em tão pouco tempo da 4Linux. 

Bem, finalizo o ano satisfeito e feliz com 2010, acho que 2010 foi melhor que 2009, uma vez que  tive mais surpresas que o ano anterior e passei boa parte do ano tendo um plano B para não perder as oportunidades. Tive que tomar decisões “seguras” no menor tempo possível, e buscar um plano B para aquilo que de fato foi colocado pela vida no meu caminho, realmente traz muitos pontos positivo em nossa vida, um deles é a experiência adquirida. Como todo técnico, saio só um pouco “triste” por não ter estudado algumas tecnologias que eu tinha prometido aprender este ano, mas fica para inicio de 2011, se não estudei deve ter sido por um bom motivo.  Enfim, foi um ano de muitos viravoltas, de momentos bons e ruins também, hoje ao olhar e ver o que aconteceu parece que foi fácil, mas como os momentos aconteceram em fases diferentes e circunstâncias que nem sempre favorecem, na hora ficamos sem saber qual decisão tomar ou como resolver. Mas, será um ano inesquecível, conheci pessoas bem diferentes, pude “amadurecer” um  pouco mais tanto profissionalmente quanto na minha vida pessoal, aprender com os erros e não esquecer os acertos. 

Esse foi o meu 2010 e o seu? 

As minhas principais metas 2010:

–        Tirar certificação: SCWCD, Linux LPI 1 – não conseguir, por falta de tempo e imprevistos que consumiram meu tempo =/. Fail

–        Melhorar  o inglês: apesar que usava no dia-dia na IBM e por estudar, sempre precisamos melhorar, já que não existe “fim”. Posso riscar essa aqui de como conseguir dar o UP, minha experiência na Nova Zelândia foi incrível, e nunca tinha usado o inglês como usei na NZ.

–        Projetos Pessoais TI: artigos, publicar o livro Guia do exame SCJP. Meta atingida

–        Ler 8 livros técnicos, só conseguir ler 3 livros técnicos e outros 2 não técnicos. Fail preciso melhorar isso.

–        Aprimorar conhecimento com frameworks   JEE. Meta atingida.

–        Fazer amizade com o “Pinguim”: foi um ponto positivo, parei de usar o Linux como alternativo e agora é meu ambiente de desenvolvimento primário, e quando estive na 4linux isso ajudou mais ainda atingir essa meta. Meta atingida.

–        TDD: não estava na meta, mas entrou de ultima hora, pois precisei aprender para usar no ultimo projeto que participei e tive que aprender o ABC e usar de forma “eficiente” no menor time possível. A coisa foi tão seria que hoje estou viciado em TDD.

–        Estudar “novas tecnologias”: Android, ruby on rails, Vraptor. Não conseguir, por falta de tempo. Fail 

Esse ano fiz menos palestras, e não fui a nenhum evento técnico(JavaOne, JavaDay etc). Mas, fica para 2011.

 

Para 2011: draft.

            Ainda não listei todas minhas metas para o próximo ano, pois estas estão sempre de acordo com meu trabalho, pois não adianta muito eu ter metas que vão contra ao meu job, porém algumas já posso dar um ok que estarão presente:

–        melhorar o inglês com foco para negócios;

–        planejar intercâmbio para Australia;

–        Aprimorar estudos e experiência com TDD e BDD;

–        frameworks JEE: Vraptor, jboss seam etc.

–        Novas tecnologias: Android, Ruby on rails

–        praticar Wing Chun

–        Tirar certificação Java: ainda não decidir qual tirar.

–        Evento de TI: ainda não sei qual irei, mas tenho que ir.   

 

O blog  

            Para o blog foi excelente, o nro de visitantes tem aumentado, estamos hoje na casa de 3-4 mil visitas/mês, algo que em 2009, não passava de 1 mil. Fico feliz, por isto está acontecendo, pois iniciei o projeto em 2008 e nunca imaginei que ele chegaria tão longe. Pois, o carinho e feedback dos leitores é o que mantém ele vivo, para nos blogueiros não há nada melhor que receber um comentário independente do tipo dele, e tenho recebido muitos de elogio,sugestões etc.O ponto que considero importante é que o blog tem contribuído para o desenvolvimento do próximo. Isso é o que me faz dispor de algumas horas do meu tempo para escrever para os leitores.  Em 2011, espero trazer algumas novidades que tenho tido nas ultimas semanas, vamos ver se vai rolar.  

 veja aqui como começamos.. 

E a Carreira/Metas para 2011?

            Bem, eu não posso deixar de falar das metas, planos de 2011. Bem, ainda estou fazendo meu RoadMap 2011 nessas semanas finais, pois gosto sempre de começar pouco antes do natal e terminar antes do ano novo. Sempre aproveitando o que não foi alcançado no ano presente, e vejo se é valido levar para 2011. Insiro o que deve ser novo, já que minha vida mudou em 2010, isso reflete diretamente no que planejar para 2011. Um exemplo será meu novo Job, novas tecnologias, novos projetos pessoais e aonde quero chegar a médio prazo. São pontos desse tipo que você vai montando seu roadmap, mas não esqueça busque montar sempre com  “os pés no chão” e reavaliando onde está e onde pode de fato chegar até o final do próximo ano.

            As mudanças de 2010 me fizeram mudar até alguns documentos que crio para poder avaliar minhas metas a cada mês ou em um determinado período. Ano passado compartilhei outros docs, que podem ainda serem validos, depende do seu roadmap. Abaixo os disponibilizo para download, para aqueles que não sabem como montar, tenham uma idéia, claro que isso é bem pessoal cada um monta o seu, esse é um dos que tenho, pois como estou envolvido com muitas coisas profissionais, preciso ter uma forma de controlar e saber o que já fiz o que está atrasado, e o que tenho de fazer. Fora que tenho uma vida pessoal, e também deve ser controlada e separada um pouco da vida profissional.

 

Montei o doc a seguir com alguns exemplos para ajudar quem está no zero x zero.

Download Plano de Metas & Estudos 

Um Video

            Este vídeo, eu assistir em uma das aulas de um curso de especialização que fiz este ano, achei muito interessante e consigo identificar alguns momentos da vida que já passei dentro dele. E sugiro para todos que estão montando seu roadmap, assista o vídeo antes de escrever suas metas.

 

 

A mensagem que deixo

A mensagem que queria deixar com vocês leitores, amigos é agradecer cada um, pelo apoio, incentivo, para eu hoje estar aqui podendo escrever este post com prazer. Uma frase que eu ouvir  de um amigo e não esqueço: “Você é responsável por escrever sua própria história, ninguém escreve ela por você”. Por mais que pareça impossível o momento, busque sempre acreditar em seus sonhos e que você será capaz de transformar o que parece ser impossível em possível. Não será fácil, mas ao atravessar a “porta”, vai  poder respirar mais suave e dizer “Valeu”.    

Abraços, Feliz ano novo!!!  Encontro vocês em 2011 ; )