Archive

Posts Tagged ‘db2’

 Powered by Max Banner Ads 

Despedida da IBM

August 18th, 2010 8 comments

Olá Pessoal,

Bem, como alguns já ficaram sabendo nos bastidores, estou deixando a IBM, após quase dois anos de trabalho na companhia, e onde em 2008 escrevi este post. Quem lembra? Hoje, venho postar que não faço mais do time IBMer, os motivos nao posso mencionar aqui, pois envolve desde pessoal,profissional e informacoes confidenciais do projeto que participei.Apesar de ter  surgido oportunidades para trabalhar em outros projetos na IBM, mas por agora optei em viajar e me desligar da empresa, uma vez que não poderia fazer os dois.

Acredito que em nossa vida, vivemos fases e cada uma tem uma missão para nós. E acredito que tive uma boa fase na empresa. Aprendi muito tanto na parte técnica, mas desenvolvi bastante algumas habilidades comportamentais, sendo assim não posso dizer que sou o mesmo profissional que era à 2 anos atras.

Adotei a cultura da empresa,aprimorei meu perfil profissional, aprendi novas regras corporativas. Enfim, foi uma experiência que recomendo à todos que tiverem uma oportunidade de trabalhar nessa empresa. No meu caso que fui para um projeto internacional, meu inglês teve um avanço bem significativo em todos os skills da lingua, comparado com o tempo que venho estudando (jan/2008).Uma vez que o inglês era full time e com os nativos, então o que eu via na escola de idiomas poderia ir colocando em pratica e cada dia descobria um ponto a ser melhorado que as vezes por falta de pratica nao conseguia identificar de imediato. Enfim, Work for IBM, it was very good!!. Mas, cada um tem seu objetivo profissional e temos que ir atras deles e uma coisa que aprendi é que : “podemos mudar o caminho, mas nao desistir dos  objetivos”.

Quem lembra na época que entrei na companhia estava no finalzinho da minha graduação(bacharelado) e foi um presente que acabei ganhando foi ir para uma empresa como a IBM. Fiz amigos tanto dentro da empresa, quanto fora através dos programas que participei como Embaixador do AI/Mentorização. E acredito que esse relacionamento vai se manter, mesmo não fazendo da equipe.

Sentirei falta e saudades dos momentos stressante do trabalho, já que trabalhava em um projeto internacional com pessoas de culturas diferentes e fisicamente longe(Canada, New York, India etc), as discussões, o controle da situação era tudo diferente de quando estamos com a equipe fisicamente perto.E saber lidar com essa situação nem sempre é uma tarefa fácil.

E as palestras pelo AI? E os mini-cursos? Pow, esses farão falta tb, abaixo limpando o note aqui, achei uns momentos legais. Hehe. Acho que foi um dos momentos mais legais que experimentei na minha vida profissional até hoje. Claro que não vou parar de palestrar, é so mandar o convite que estarei presente :).

Não posso deixar de agradecer aos amigos IBMer que sempre deram aquele apoio em vários momentos aonde a experiência deles que faziam toda diferença, que são eles: Juliano Martins(eng. De Soft), Josy Santos, José Damico, Miro(developer), Katia Pessanha (ex-gerente do AI), Cezar Taurion (Executivo), Ana Carolina (AI). Pessoal obrigado! Foi realmente um prazer ter trabalhado com vocês. Tem um amigo que entrou praticamente junto comigo e que sempre dar uma força de amigo, o Alberto Leal.

Sei que muitos vão perguntar para onde estou indo ne? Bem, o meu destino agora é esse. Ficarei algumas semanas, aprimorando meu inglês em um curso intensivo e tb as minhas queridas férias que venho tentando tirar desde 2005. Quando voltar eu conto pra vcs como foi o intercambio, acredito que quando estiver la, meu acesso à internet será quase zero. Primeiro que estarei bastante ocupado na escola com aula de manha/tarde e outras atividades.

Abracos!! see you next post.

P.S: Eu viajo nesta sexta-feira 20/08 (e so chego em NZ no domingo 22/08 pela manha) e a partir daí já deixei alguns posts programados aqui no blog, possivelmente não poderei responder os comentários, após esta data. Mas, podem enviar que assim que ficar ON, eu já respondo. Dia 21-22/09 estou chegando no Brasil.Mas, tentarei responder antes.

Palestras & Eventos AI IBM

ibmairh

ibmrhai2


simform

Sinform 001

Sinform 012

uesbai2

uesbai

uesbai3


Mentorização AI IBM Case

March 12th, 2010 No comments

olá Pessoal,

Desta vez o nosso entrevistado é  o Mario Razec. Para quem não conhece  o Mário é um grande exemplo de aluno e que tem um futuro brilhante. O mesmo tem participado do programa Mentoring Program IBM e resolvi entrevista-lo para que o nosso amigo Razec possa compartilhar um pouco da experiência obtida no programa, além de que forma este impactou na vida acadêmica. Já que durante a mentorização o Mario estava ainda como graduando em Ciência da Computação.

Lets go…


Mini-curriculo

Mario C. Ponciano a.k.a Razec, Bacharel em Ciência da Computação pela Anhanguera Educacional/Leme graduado em dezembro 2009. Onde foi estudante mentorizado IBM o qual pesquisou sobre a Interoperabilidade de Web Services em Sistemas Distribuídos e foi construído um projeto open-source com objetivo de compartilhar pequenos recursos assim como o reuso do código.

Entusiasta open-source, possui um grande interesse de se tornar Arquiteto de Sistemas e Pesquisador de Novas Tecnologias. Contribuí em projetos open-source, assim como Eclipse Platform além de escrever tutoriais e participar da comunidade de software livre.

1.blog: como conheceu o Programa ? E por que se interessou ?

Mário: Através de uma palestra com José Damico, do programa IBM Academic Initiative realizada na Anhanguera Educacional/Leme, onde falou sobre novas tecnologias, hacking, AI, open-source, java, etc.

O interesse surgiu após mencionar alguns assuntos relacionados com minhas metas, então quando mostrou que poderia colaborar com o open-source através de ferramentas IBM, além de construir algo que a comunidade poderia utilizar e agregar conhecimento para meu futuro.

2.blog: Além de você quantos outros colegas de sua instituição estão sendo mentorizado pelo programa?

Mário: Na Anhanguera Educacional/Leme apenas eu. Mas após alguns universitários terem visto o post no blog do IBM Academic Initiative começaram à procurar para tirar dúvidas e para participar do projeto, provando assim que o projeto realmente existe possibilitando que todos tirem proveito.

3.blog: Fale um pouco como o programa de Mentorização influenciou e tem influenciado na sua vida acadêmica.

Mário: Influenciou à estudar e buscar pela resposta como um verdadeiro cientista da computação, permitindo ajudar outros com as descobertas realizadas. Aprendi a trabalhar com ferramentas que apenas ouvia-se falar como: RAD, DB2, WebSphere, SOA.

4.blog: Quais os primeiros pontos no inicio que você considerou como um “obstáculo” ?

Mário: Acredito que o grande obstáculo são as pessoas ao redor dizendo que tudo é difícil e as respostas a algumas questões exigem pesquisa profunda. Porém acredito que todos os obstáculos podem ser vencidos com a persistência.

5.blog: Comente um pouco o trabalho do mentor.

Mário: Como tecnologia tem a tendência de evoluir muito rápido e ao mesmo tempo o mentor, como o próprio nome diz é a pessoa que guia o aprendiz de maneira que não perca seu tempo em busca de algo que não o ajudaria, tem por objetivo em colocar o estudante no caminho certo tirando suas dúvidas e sempre melhorando com idéias objetivas, é feito isto através de pequenas reuniões, e-mail e algumas madrugadas no skype. =)

6.blog: além da experiência técnica, qual outro tipo de experiência você conseguiu obter desde que entrou no programa?

Mário: O programa incentivou a aprender o inglês e tenho me dedicado muito a isto, pois toda documentação é em inglês e isto tem contribuído para uma evolução substancial. Obtive também muitos amigos, além de aumentar meu networking e colaborar em projetos open-source.

7.blog: Fale sobre o seu projeto

Mário: O projeto consiste na idéia de facilitar a vida do desenvolvedor, todos que desenvolvem sabem como é cansativo toda vez escrever o mesmo trecho de código ou então relembrar como fazer determinada sintaxe. Isto acontece pela razão de existir muitas linguagens de programação com uma sintaxe pré-definida.

Com esta idéia em mente o projeto permite poupar tempo armazenando pequenos trechos de códigos repetitivos, conhecidos como snippets.

Exemplo:

Um usuário aprendeu a utilizar um For-Each-Loop em Java, então cria-se um snippet.

Este pequeno trecho criado pelo o usuário pode ser enviado e armazenado no skypilot-sharing, o trecho armazenado passa a ficar disponível para o desenvolvedor e quando precisar reutilizar o código basta procurar pelo mesmo, através do plugin criado para o Eclipse e adicionar o trecho do código ao projeto, sem a necessidade de reescrever novamente o trecho do código, ou relembrar a sintaxe.

Maiores informações sobre Projeto: Skypilot-Sharing (US) ou Skypilot-Sharing (BR)

8.blog: Mario, que mensagem você poderia deixar para os alunos que ainda não se “despertaram” para o programa?

Mário: Aproveite a oportunidade e corra atrás de suas metas tendo em mente as palavras de Napoleon Hill: “Action is the real measure of intelligence.”

9.blog: Gostaria de Agradecer a Alguém?

Mário: Sim. Afinal tudo isto consegui concluir graças aos IBMers Argemiro Lima perdendo algumas horas de sua madrugada no skype, Juliano Martins, José Damico e obrigado Camilo Lopes pela oportunidade de explicar um pouco mais sobre o IBM Academic Initiative.

Mario, eu que tenho agradecer a você por ter disponibilizado um pouco do seu tempo e compartilhado essa valiosa experiência e ficando ai como um exemplo para os demais alunos, que vivem reclamando da vida. A persistência e o acreditar são pontos chaves em nossa vida.

abracos,  see you next post.


Follow me: http://twitter.com/camilolope

Related Posts with Thumbnails