Top Posts

Série Spring:Spring 3 com Hibernate 3.x

Continue lendo

Série DesignPattern:Builder

Posted by camilolopes | Posted in DesignPattern, Series | Posted on 26-03-2012

2

Olá Pessoal,

No post da série de hoje vamos conhecer mais um Design Pattern: o Builder. Ele pertence aos Padrões de criação. No post vamos entender melhor o objetivo desse padrão e teremos um exemplo prático para desenvolver e entender à nível de código Java como as coisas acontecem, ou seja, será uma pequena prova de conceito.  Como sempre buscarei usar uma linguagem informal e direta.

Lets go…

Builder

É uma interface que define os passos para criação do produto.

Exemplo:

“para gerar um boleto informe:  sacado,cedente, valor, vencimento, NossoNro e após que você informar tudo isso terá um boleto pronto (ou seja, retorne um boleto pronto)”

Permitir separar a construção do objeto e sua representação, possibilitando a construção passo-passo do objeto, esse é o objetivo do Builder.

Exemplo: Boleto Bancário

Cada banco possui informações específicas no boleto, mas todos devem seguir (implementar) as regras básicas FEBRABAN.

O padrão Builder é formado por:

  • Product (boleto): a interface que define os objetos a serem construídos pelo Builder. Podemos usar um exemplo tentando responder a seguinte pergunta: o que um boleto precisa?
    Resposta: sacado, cedente, código de barras, valor e vencimento. (claro que há outras informações requeridas, mas me limitei a essas).
  • Builder: é uma interface que define os passos para criação do produto.
  • ConcreteBuilder: cria o Product (boleto).
  • Director: chama o builder (qualquer implementação de Builder) para construir o produto. “Ei, passe as informações que teremos no boleto para o JoãoBuilder que ele vai gerar um para você.”

Praticando…
Nada melhor que praticar não é? Então a seguir vamos ver como ter o padrão Builder em uma aplicação Java.

Criaremos um projeto conforme a imagem a seguir:

Passo 1
O primeiro passo é pensar como você pode gerar N boletos de maneira simples e de fácil manutenção. Há N bancos no mercado: Itaú, Bradesco, Banco do Brasil etc, e cada dia novos bancos vão surgindo e talvez sua aplicação terá que dar suporte àquele novo banco que, quando você desenvolveu a aplicação, não existia. Mas você quer fazer isso da forma mais simples possível. Adicionar um novo banco emissor de boletos não pode ser algo custoso para seu projeto.
Então vamos ter:

  • – uma interface chamada Boleto: interface tem como objetivo de dizer a cada banco o que um boleto tem e deve ser preenchido. Por exemplo:
    Um boleto deve ter: quem é o sacado, cedente, uma data de vencimento e um valor”. Independente do banco ou produto, um boleto tem quer ter essas informações preenchidas, do contrário não temos um boleto pronto para uso.

package com.camilolopes.interfaces;

import java.util.Calendar;
/*
* interface que define o que um boleto
* deve ter. qualquer banco quer tem interesse em gerar
* um boleto deve informar quem é o sacado, cedente
* o prazo para pagto e o valor.
*/
public interface Boleto {
String getSacado();
String getCedente();
Calendar getVencimento();
double getValor();

}

Passo 2
Uma vez que já definimos o que deve constar em um boleto para que ele possa ser gerado, agora vamos criar uma interface quer será capaz de criar o boleto. É essa interface que vai dizer aos bancos o que eles devem informar para ter o boleto, ou seja, é o nosso Builder:

package com.camilolopes.interfaces;

import java.util.Calendar;

/*
* interface para criação do Product
*/
public interface BoletoBuilder {
void buildSacado(String sacado);
void buildCedente(String cedente);
void buildValor(double valor);
void buildVencimento(Calendar vencimento);
void buildNossoNro(int nossoNro);

Boleto getBoleto();
}

Observe que agora definimos que na geração do boleto um número de controle é passado. Mas por que isso não está no Boleto? Simples, porque nesse caso não é obrigatório que o banco tenha um número de controle interno para gerar um boleto. Ele pode gerar N boletos para diferentes clientes e manter o número de controle (nossoNro) com o mesmo valor. Isso não impacta na regra de negócio de um boleto.

Passo 3
Uma vez que já definimos o que o boleto deve ter e como ele deve ser construído, agora vamos criar as classes (os bancos) que terão interesse em gerar um boleto.

ItauBoleto.java

package com.camilolopes.classes.impl;

import java.util.Calendar;

import com.camilolopes.interfaces.Boleto;
/*
* cada instituicao financeira monta o seu boleto
*/

public class ItauBoleto implements Boleto {

private String sacado;
private int nossoNro;
private Calendar vencimento;
private double valor;
private String cedente;

public ItauBoleto(String sacado, String cedente, double valor,
Calendar vencimento, int nossoNro) {
this.sacado =sacado;
this.cedente = cedente;
this.valor = valor;
this.vencimento = vencimento;
this.nossoNro = nossoNro;
}

@Override
public String getSacado() {
// TODO Auto-generated method stub
return sacado;
}

@Override
public String getCedente() {
// TODO Auto-generated method stub
return cedente;
}

@Override
public Calendar getVencimento() {
// TODO Auto-generated method stub
return vencimento;
}

@Override
public double getValor() {
// TODO Auto-generated method stub
return valor;
}

@Override
public String toString() {
return “ItauBoleto [sacado=” + sacado + “, nossoNro=” + nossoNro
+ “, vencimento=” + vencimento.getTime() + “, valor=” + valor
+ “, cedente=” + cedente + “]”;
}

}

Essa classe apenas implementa o Boleto informando e seus respectivos métodos. O método toString() é o mais importante, pois retornamos os dados do boleto quando obtemos o objeto dessa classe. Se eu quiser adicionar um logomarca ou informação extra no boleto é nesse momento que vamos implementar.

Note: infelizmente a data não está formatada comercialmente, mas não é o objetivo do post.

Passo 4
Agora eu já tenho o meu boleto para o Itaú, que é o ItauBoleto. Porém ele não é gerado ainda, preciso ter alguém que gere esse boleto. Ao consultar o sr. Builder ele falou que não pode fazer nada, apenas dizer o que eu preciso para gerar um boleto. Segundo sr. Builder, para gerar um boleto eu preciso dizer:o sacado, o cedente, valor, vencimento e um nro de controle.

ItauBoletoBuilder.java

package com.camilolopes.classes.impl;
import java.util.Calendar;
import com.camilolopes.interfaces.Boleto;
import com.camilolopes.interfaces.BoletoBuilder;

/*
* a instituicao tem um criador de boletos
*/
public class ItauBoletoBuilder implements BoletoBuilder {

private String sacado;
private String cedente;
private double valor;
private Calendar vencimento;
private int nossoNro;

@Override
public void buildSacado(String sacado) {
this.sacado = sacado;

}

@Override
public void buildCedente(String cedente) {
this.cedente = cedente;

}
@Override
public void buildValor(double valor) {
this.valor = valor;

}
@Override
public void buildVencimento(Calendar vencimento) {
this.vencimento = vencimento;

}
@Override
public void buildNossoNro(int nossoNro) {
this.nossoNro = nossoNro;
}
@Override
public Boleto getBoleto() {

return new ItauBoleto(sacado,cedente,valor,vencimento,nossoNro);
}
}

Agora sim já podemos obter um objeto Boleto pronto para uso. Uma vez que o ItauBoletoBuilder já pode construir um Boleto com base nas informações que ele recebe.

Passo 5
Porém a classe anterior apenas constrói um boleto para o ItauBoleto e o usuário não quer conhecer a construção de boleto, ele apenas quer passar um objeto de um dos bancos disponíveis  para que o boleto seja gerado. Para isso precisamos criar um GerenciadorDeBoletos que é capaz de gerar um boleto com base no tipo do objeto.

package com.camilolopes.generator;

import java.util.Calendar;

import com.camilolopes.interfaces.Boleto;
import com.camilolopes.interfaces.BoletoBuilder;
/*
* classe que gera o boleto a partir do xxBuilder
*/
public class GeneratorBoleto {
//código orientado a interfaces
private BoletoBuilder boletoBuilder;
//espero um objeto que implemente o criador de boleto
public GeneratorBoleto(BoletoBuilder boletoBuilder) {
super();
this.boletoBuilder = boletoBuilder;
}

public Boleto geraBoleto(){
//informações sobre o boleto a ser gerado
boletoBuilder.buildSacado(“Camilo Lopes”);
boletoBuilder.buildCedente(“Disney”);
boletoBuilder.buildValor(2000.00);

Calendar vencimento = Calendar.getInstance();
vencimento.add(Calendar.DATE, 20);
boletoBuilder.buildVencimento(vencimento);
boletoBuilder.buildNossoNro(1234);
//olha isso aqui que mágico
Boleto boleto = boletoBuilder.getBoleto();
return boleto;
}
}

E assim obtemos o objeto Boleto pronto para uso. Na classe Gerador de boletos não há nenhuma particularidade  de qual banco será gerado o boleto. Tudo isso depende do tipo do boleto recebido, ou seja, o que foi escolhido para ser gerado.

Passo 6
Podemos criar uma classe com o método main para visualizar o resultado. Vamos ver:

package com.camilolopes.main;

import com.camilolopes.classes.impl.ItauBoletoBuilder;
import com.camilolopes.generator.GeneratorBoleto;
import com.camilolopes.interfaces.Boleto;
import com.camilolopes.interfaces.BoletoBuilder;

public class GeradorBoletoMain {
public static void main(String[] args) {
BoletoBuilder boletoBuilder = new ItauBoletoBuilder();
GeneratorBoleto generatorBoleto = new GeneratorBoleto(boletoBuilder); //itau
Boleto boleto = generatorBoleto.geraBoleto();//retorna o boleto pronto
System.out.println(boleto);
}

}

O resultado será:

Resumindo…
Para finalizar, observe que com o padrão Builder definimos uma forma que os boletos podem ser gerados, ou seja, temos que implementar a interface Builder, é a única forma de construir um Boleto e para gerar temos uma classe responsável por qualquer tipo de Boleto, ou seja, ele gera boleto para qualquer classe que tem o boleto já construído, que nesse caso deve implementar BoletoBuilder (o nosso Builder). Adição de um novo banco é muito simples, o novo banco apenas precisa implementar a interface, nada no gerador é alterado. Observe o quanto isso é eficiente. Talvez se você não conhecesse o padrão Builder pensou em implementar usando if/else. Hmmm isso seria um inferno na sua vida, pois ia crescer/diminuir de acordo com a necessidade de negócio de ter mais ou menos bancos, sem falar que a legibilidade do código estaria comprometida.

Git Hub 

Os projetos encontram-se no Github:

https://camilolopes@github.com/camilolopes/workspacedesignpattern.git 

Vou ficando por aqui e espero que tenham gostado de mais um post da série DesignPattern não é receita de bolo.

Abraços, see ya!

Related Posts with Thumbnails

Comments (2)

Excelente… Parabens!!! To aguardando ansiosamente o proximo post… Vlw Camilo!!!

Muito bom, da para tirar muitas duvidas.
Na minha opinião,os comentários no decorrer do código ajudam muito no entendimento, continue comentado.

Valeu mesmo…

Write a comment