Top Posts

Undeploy e Deploy Tomcat Eclipse

Continue lendo

Serie 2: SOA – Benefícios

Posted by Camilo Lopes | Posted in TI/Review Livros | Posted on 08-09-2008

0

Salve! Salve! Pessoal! Mais uma semana e a segunda serie SOA. Hoje vou apresentar os benefícios que essa arquitetura oferece. Na primeira série vimos o conceito SOA.  

Quero aproveitar o momento e apresentar, duas novas seções no blog:

Novidade no Blog!

Jfile: criei essa seção com o objetivo de compartilhar materiais para estudo. Caso você tenha algum material que considera importante e tem interesse de divulgá-lo pode enviar para meu email que será analisado e postado

Post++: Aqui você vai encontrar os posts mais acessados.


Série SOA:

– Serie 1: SOA – Arquitetura Orientada a Serviço


Summary

This article will go to presents about the benefit of technology SOA. One of the main benefits is easy the manager of the rising of the system corporate of the large scale. Below the benefit that stand out with Architecture:

Mobile of code, Security, Test, supports the multiple types of the customers, service assembly, etc.

Reutilização e eficiência de custos

O SOA oferece a reutilização nos serviços de negócios, onde funcionalidades já existentes na própria organização podem resultar na redução significativa do esforço de desenvolvimento aplicacional e isso reflete nos custos. O fato é que reutilização cresce dramaticamente à medida que novos negócios são construídos e incorporados nas diferentes aplicações.

Um exemplo prático, onde programadores dentro e fora da organização podem alavancar o código desenvolvido pelas aplicações existentes expondo-o como Web Service e reutilizá-los para satisfazer novos requisitos do negócio. 

Interoperabilidade

SOA oferece interações entre pedidos clientes e os serviços onde o cliente e os serviços passam se comunicar e “compreender” mutuamente, independente da plataforma que a suporta. Uma forma consistente definida e transparente é o WebService que providenciam um conjunto robusto e consistente de protocolos, regras e tecnologias que são completamente independentes das plataformas, sistemas ou linguagens de programação.

Um exemplo clássico que podemos ver de um WebService, onde posso ter um servidor Linux onde roda uma aplicação, onde essa aplicação está disponível para qualquer outra plataforma, por exemplo: Windows. A aplicação funciona normalmente em outra aplicação independente da plataforma diferente ou semelhante (distribuições Linux).

 Flexibilidade

Utilizar os serviços que possibilitam as aplicações grande flexibilidade e facilidade de evolução e rápida adaptação às constantes mutações do negócio, das regras e requisitos.

Benefícios da arquitetura

Um dos principais benefícios é facilitar o gerenciamento do crescimento dos sistemas corporativos de larga escala.

Esse paradigma escalável único oferece organização de grandes sistemas em rede que requerem interoperabilidade (interações clientes e serviços) para realizar o valor inerente aos componentes individuais.

Um exemplo interessante é imaginar que um departamento governamental, que tenha um sistema legado de gerenciamento de impostos que interaja com o legado do sistema de gerenciamento de negócios. O governo precisa incorporar um novo sistema que irá interagir com o legado de gerenciamento de negócios e conseqüentemente afetar o sistema de gerenciamento de impostos e taxas. Na essência, o que importa dizer é que, nesse contexto, os dois sistemas legados existentes anteriormente precisam ser reajustados para lidar com um novo tipo de negócio. O processo para isso é custoso, já que todo o sistema legado existente precisa ser alterado e depois passar por uma fase de testes e reajustes.

Porém, toda a complexidade descrita acima pode ser resolvida com a adoção de SOA. Com ele, os serviços trabalham em um esquema de extensão e, desse modo, podem lidar com vários tipos diferentes de entidades. O grande benefício da SOA é que ele é dirigido pelo modelo de negócios da organização e não o contrário. O benefício real está principalmente na redução de custo em reutilizar o modelo já existente. Outros pontos importantes estão na agilidade dos processos e na eliminação dos erros. Além disso, o SOA possibilita tarefas realizadas com consistência, alto desempenho, qualidade e com um controle mais bem-sucedido, já que a tecnologia garante a ação efetiva, dentro dos padrões pré-estabelecidos.

É importante entender que adotar uma arquitetura orientada a serviços não significa necessariamente uma aquisição de tecnologia comum. A aquisição é, na verdade, um conceito que implica uso correto, melhores práticas e uma migração dos sistemas existentes. Um ponto importante é que o sistema legado  será aproveitado, uma vez que os investimentos anteriores serão integrados e não substituídos.

Os benefícios que se destacam com arquitetura:

-Mobilidade do código;

-Papéis de desenvolvimento especializados;

-Segurança;

-Testes;

-Suporte a múltiplos tipos de clientes;

-Service assembly;

-Manutenibilidade;

-Reuso;

-Paralelismo no desenvolvimento;

-Escalabilidade;

-Disponibilidade.

Segundo estimativas do Gartner Group, o desenvolvimento orientado a serviços mudará a forma de se construir, empacotar e vender sistemas, em mais de 80 % das empresas de software, os serviços será o mecanismo usado em três de cada cinco soluções de software.

Entre os principais benefícios do SOA é que os usuários não precisarão mais se preocupar com a falta de integração entre tecnologias distintas e podem utilizar livremente padrões Java (EJB, J2EE), Corba ou COM+ etc.


Referencias:

http://www.sinfic.pt/SOA/arquitectura-soa.html

http://www.sinfic.pt/SOA/arquitectura-soa.html

http://www.pcs.usp.br/~pcs5002/oasis/soarm-csbr.pdf

INFO ABRIL – setembro/2006

http://dev2dev.bea.com/technologies/soa/index.jsp

http://www.oasisopen.org/committees/tc_home.php?wg_abbrev=soa-rm

 

Um abraço! E ate o próximo post com a última série SOA.

Related Posts with Thumbnails

Write a comment