Top Posts

Lançamento Oficial do Livro JEE com Frameworks

Continue lendo

Minha Experiência Profissional em Londres

Posted by camilolopes | Posted in Inglês, TI/Review Livros | Posted on 13-05-2013

3

 

 DSC01975

Olá Pessoal,

No post de hoje quero compartilhar com vocês mais uma experiência internacional à trabalho. O objetivo é poder dar dicas e o que aprendi nessa minha viagem. Quem sabe amanhã não seja você e alguma de minhas dicas possa ajudar.

Lets go…

 

A viagem

O objetivo da minha viagem era para treinamento e reuniões com o cliente sobre o projeto do Brasil e entendimento da área de negócios. O inglês britânicos é bem confortável de entender, mas é preciso se concentrar, pois depender de que parte da Inglaterra ele é, as vezes fala muito rápido ou “pra dentro” percebi isso com quem não era de Londres. No meu caso, eu tinha contatos com indianos e britânicos. Os britânicos bem receptivos e educados. Eu me sentia em casa.Fiquei por 3 semanas que passaram em uma velocidade incrível.

A cidade

IMG_2561

Bem, acho que não tenho muito o que falar da Europa e ainda mais de Londres. Mas, um overview  é uma cidade fantástica. Tudo funciona bem. E super limpa e organizada. Porém, extremamente cara para quem está aqui e fazendo a conversão de moeda. Dizem que não pode fazer a conversão de moeda, eu discordo. Se vc viaja a turismo tem que fazer sim, mas se vc mora aqui e recebe em Libra, daí não tem que fazer. Mas, quem vem a passeio tem que colocar uma boa grana em reais para ficar aqui e não passar vontade de nada. Por exemplo, um café da manhã mais barato que conseguia para duas pessoas custava em média 14 libras que vai dar R$ 42.00 reais/dia.  Não é caro para quem está à turismo?Mas, é uma cidade fantástica.  Tem que está na sua lista.

Minha Experiência à trabalho

Essa aqui, tem melhorado cada dia, passar o dia com os nativos não tem preço, você sempre aprende e ver que para melhorar o idioma, tem que respirar ele. Não tem outra forma se não for essa. Para conseguir um certo nível as escolas ajudam, mas se quer ganhar “fluência natural” do dia a dia, tem que está em um país de língua inglesa. No meu caso, tinha alguns dias de reuniões outros de interação com o  time etc. O ritmo aqui é bem diferente, o pessoal chega senta na sua mesa e manda bala, poucos conversam ou interagem, exceto quando há interações por está usando Agile, mas naturalmente você ver pouca interação. Achei isso estranho, mas  me parece que eles conversam mais por algum comunicador interno que presencialmente, mesmo a equipe estando fisicamente no mesmo local, o uso de comunicadores era forte.

Como a minha viagem é divida entre parte técnica e negócios, então a experiência e aprendizado que fica é viver nos dos mundos e com o segundo idioma, se eu falar que é fácil, estaria mentindo, mas é preciso. Uma técnica que gosto de usar é assistir canais locais para poder se acostumar com o sotaque, o jeito de falar etc. Entrar no dia a dia deles, é uma boa forma de se sentir mais confortável. Isso é valido independente do nível de inglês que você está, pois língua não é algo estático. É muito dinâmico.

Mercado de trabalho

O mercado de trabalho aqui é como o Brasil, falta profissionais qualificados é muita oportunidade e os salários excelente um programador pleno aqui em uma empresa que gosta de pagar mal, está ganhando em media de 25-30 mil libras por ano. Em uma empresa que paga o valor correto, ele vai  ganhar entre 40-44 mil libras por ano + benefícios. Esse valor está acima da faixa do mercado. Um garçom me falou que com 20-25 mil libras por ano vc vive normal. Acima de 30 mil libras por ano, no caso dele é só para cargo gerencial.  Conversei com uma headhunter enquanto estive aqui, e ela me disse que o maior problema é que poucas empresas estão elegíveis para  o sponsor ou as que são não querem dar. Só em ultima instância.  Mas, é um mercado bom e quem conseguir uma vaga aqui, realmente é uma experiência das melhores e com um bom salário (com relação ao Brasil). Mesmo o custo de vida ser alto, ele paga todos os custos e sobra (se você não for de farra diárias). A dica é se um dia você tiver a oportunidade para trabalhar aqui na nossa área, mesmo que você pague os custos de mudança, por favor não diga NÃO.

As compras

IMG_2500

Compras em London  eu digo que compensa. Mas, depende o que você quer comprar. Roupas por exemplo as de marcas como Hugo Boss, Polo, Ferrari etc. Essas ai, o preço com relação ao Brasil a diferença é pouca, nas loja que fui, a diferença  era as vezes de 50 reais ou até o mesmo preço. Mas, se você quer comprar o mesmo estilo de roupa de outras marcas não famosas mas com qualidade você encontra com uma boa diferença com relação ao Brasil. A Oxford St é uma das ruas mais famosas para compras, mas nem tudo está lá, há realmente bastante promoção e daí tem que olhar loja em loja e analisar.Enfim, para quem gosta de ir as compras e tem paciência tudo bem. Na Oxford St você encontra uma das lojas mais famosas  Primark, lá os preços são bons e a qualidade vai variando muito, vende de  tudo. Outra loja que eu fiz compras foi SportDirect (www.sportdirect.com), muita promoção e preços excelentes, camisas da Adidas, Puma, Nike custando menos de R$ 60 reais.  Mais caro dessas marcas custava uns R$ 90 reais, certamente porque era lançamento. Uma dica, comprar pela internet é mais barato que ir na loja deles, e nem todos os produtos que tem na loja virtual, estão na loja física. A entrega foi no prazo e tranquila. Eletronicos, eu fui na maior loja de brinquedos. E fiquei louco lá, quem for e levar o filho, prepara o cartão de crédito, porque é de deixar qualquer louco. Xbox  estava custando R$ 350.00 reais e PS3 500,00 com jogos. A questão é que comprar esses aparelhos na Europa só funciona com jogos para Europa, se você compra um jogo nos Estados Unidos, não vai rodar. Foi a informação que obtive e confirmei com o vendedor. Visitei uma loja da Apple e os preços estão bons, o MacPro no Brasil do mesmo modelo que custa R$ 4.300,00 aqui estava por R$ 3.000,00 reais. Que economia heim?

Enfim, achei Londres uma cidade barata para essas coisas, mesmo com a moeda deles valendo mais que a nossa, e se você mora aqui e ganha na moeda dele, pode comprar essas coisas com mais facilidade pagando menos.

Turismo

Essa parte aqui nem se fala, heim. Realmente o que não falta é lugar para passear. Depender onde você ficar hospedado pode conhecer muitos locais turístico apenas caminhando, claro que são longas caminhadas as vezes, mas que nem dar para perceber devido a beleza da cidade. Os museum a maioria  a entrada é free, você apenas faz uma doação. É impossível visitar um museum e não deixar uma contribuição, devido a organização, infraestrutura, e sem falar que culturalmente rico.  Brasileiros que estão  a passeio por aqui, tragam bastante dinheiro para essa parte aqui, porque a visita no museum por exemplo custa R$ 60,00 reais em média por pessoa (adulto). Então já viu que no nosso caso é caro.  Eu busquei conhecer o que pude dentro do tempo que tinha, e por estratégia adotei conhecer o que estava mais próximo e poderia ir a pé. Assim já conhecia, como eu não estava aqui para turismo e sim à trabalho usava o final de semana para fazer isso.

DSC01990

A comida

Essa aqui é cruel demais. Acho que na primeira semana já tinha ganhado uns 2kg. No meu caso que adoro tudo aquilo que o médico proíbe fica difícil apenas comer algo saudável, alias sem falar que um lanche saudável custa mais caro que um tradicional, então prepare-se um bolso para isso. Porém, as refeições são bem servidas. Você pede algo nunca espere vim pouco, mesmo que seja um starters. Há muitos restaurante e depende do quanto você quer gastar, em uma steak house duas pessoas vai deixar em media 50.00 libras que vai dar uns R$ 150.00 reais. É caro almoçar nas steaks é tanto que elas ficam lotadas nas sextas e sábados.  Mas, há uma rede de restaurante chamado Garfunkel que é excelente. Tem  breakfast, lunch e dinner. Atendimento excelente e uma boa refeição. Eu praticamente estava quase todos os dias lá.  A media que se gasta no café da manhã com suco é umas 6 libras/pessoa. Eles são os mais baratos de restaurante, só perde para os BurguerKing, Mac etc. Não se espante de encontrar brasileiros trabalhando na rede do Garfunkel, na verdade a histária do Garfunkel é que foi construída na mão de muitos brasileiros trabalhando como garçom, na cozinha etc.  Uma dica e motivo  eu gostava de comer ai era que, você recebe um cartão para a próxima refeição, que às vezes era um desconto de 20% e outras vezes eram pontos. Daí você acumula e ganha dessert ou starter até atingir o prato principal. E que não é difícil, basta ir 5x ao restaurante e garanto que você irá mais.

IMG716

IMG_2843

Conclusão

Londres realmente é um lugar fantástico, e quem vem não tem vontade de retornar. Devido a segurança, qualidade de vida, educação etc. Apesar do custo alto de vida, mas ganhando em libra e sendo uma pessoa financeiramente educada é possível viver no país. O custo de vida gira em torno de 20 mil libras por ano para viver na faixa, considerando uma pessoa solteira. Para nós de TI temos uma grande vantagem que a faixa base de salário para desenvolvedores está girando em torno de 30-35 mil libras  no pior caso. E isso já está acima  do que pessoas comuns ganham trabalhando na área de serviços tais como: faxina, garçom, cozinha etc. 

abracos, espero que tenham gostado do post.

see ya!!!

Related Posts with Thumbnails

Comments (3)

Muito legal! Adoro saber mais sobre outros países sob essa sua ótica. É bom conhecer como funciona o transporte, a moeda, a alimentação e, principalmente, o mercado de trabalho.

P.S.: Quando viajei para os Estados Unidos também assisti muita tv no hotel, ajudou muito a entender o “sotaque” deles.

Camilo, muito legal seu post.

Eu tenho uma dúvida, quando você se refere à sponsor, seria a empresa dar o visto ? Ou também se encaixa para pessoas que tem o visto de trabalho ? Digo isso pois minha esposa tem dupla cidadania (brasileira e portuguesa) e estávamos pensando em ir para Londres, nesse caso eu pegaria o visto como cônjuge de cidadão europeu. Vi que tem alguns tipos de vistos nesse caso e me parece que todos dão o direito à trabalho. Você acha que eu teria algum problema para arrumar emprego com esse tipo de visto ? Uma vez que não sou cidadão europeu ?

Obrigado e um abraço

oi Roberto,

O sponsor é a empresa cuidado de tudo pra vc, desde a conversa com o consulado até os custos do processo. Se sua esposa obter o visto vc tb pode e certamente é um visto que permite sim vc trabalhar em Londres, o único visto que não permite é de turismo, estudante e de negócio. O resto se não me falha a memoria é permitido sim.

Write a comment