Top Posts

Palestra: Sobre Intercâmbio – English Eu vou!!

Continue lendo

Entrevista com Arquiteto IT – IBM

Posted by Camilo Lopes | Posted in TI/Review Livros | Posted on 01-07-2009

4

opa! Pessoal! Apesar ainda de estar me recuperando da pequena cirurgia, a qual me arrependo 10000 vezes por ter go ahead. Tento manter firme as atualizações no blog. Para aqueles que acham que a nossa série de entrevistas terminaram, na verdade nem começamos ainda.E para inciar bem 2009.2  resolvi publicar uma entrevista que fiz um o Juliano Martins – Arquiteto da IBM  onde nessa entrevista discutimos sobre carreira profissional e  um pouco da vida de um arquiteto. Para aqueles que desejam um dia ser um Arquiteto Java/TI (eu :D), vejam as dicas do Juliano. 

lets go..

julianoftMini-Curriculo: Juliano Marcos Martins é arquiteto de TI na IBM, onde trabalha em projetos JAVA EE, especialista em integração de aplicações. Tem grande conhecimento em banco de dados e metodologias de especificação e desenvolvimento de sistemas. Membro do Conselho de Líderes Técnicos da IBM Brasil. Embaixador de relacionamento da IBM junto a faculdades, tendo proferido palestras e cursos em várias universidades pelo Brasil e auxiliando as mesmas no desenvolvimento de projetos que possam trazer para a sala de aula técnicas corporativas. Seu blog pessoal está aqui

  

Camilo: O que é um arquiteto de TI?

Juliano Martins: Imagine um Analista de Sitemas, ele que levanta requisitos de uma aplicação e desenha o mesmo, ai entrega para o programador que o desenvolve (basicamente). Agora de um upgrade neste analista e atribua a ele funções estruturais (levantamento de servidores, implementação, etc) de gerencia de projetos ($, tempo, etc) e de consultoria de negócios. O Arquiteto tem que conhecer o cliente como um todo, pois ele vai conversar com os analistas e vai “integrar” toda a solução da empresa, além de guiar o time em todas as decisões.

Camilo Lopes: Juliano há quanto tempo você é Arquiteto?  

Juliano Martins: Formalmente na IBM a 1 ano, porém desde o início de minha carreira eu já gostava do todo do desenvolvimento de uma aplicação. Eu não gostava de ficar simplesmente programando, ou simplesmente instalando servidores, eu queria fazer de tudo nos projetos, então, informalmente, a mais que 7 anos eu venho trabalhando em todo o ciclo de vida do desenvolvimento de sistemas. 

Camilo Lopes: Você já foi desenvolvedor, o que mudou na sua carreira profissional, saindo de desenvolvedor para Arquiteto TI?

Juliano Martins:Sim, ja fui (e sou) desenvolvedor. Na minha visão, todo Arquiteto deve obrigatoriamente conhecer várias linguagens de programação, e ser realmente bom em pelo menos Eu comecei programando com C e Pascal na Faculdade, depois fui para VB e realmente programei muito em VB, também programei em PHP fazendo uns frelas quando era mais garoto. Depois fui para Delphi e finalmente Java. Atualmente quero aprender mais sobre .net, não por que ache bom ou ruim, mas por acreditar que o Arquiteto deva ter a formação técnica mais completa possível. Como você vai argumentar com os programadores que você lidera se você não conhece a linguagem? Eu vejo muito isso acontecer hoje em dia, e eu pelo menos, não gosto disso! Então, o fato de eu ser desenvolvedor e arquiteto, me da uma visão que muitos arquitetos tem superficialmente.

 Camilo Lopes: Você poderia falar mais de seu dia-dia como Arquiteto?

Juliano Martins: No atual projeto atuo na linha de frente com o cliente, conhecendo seu negócio, levantando soluções e especificando nossas aplicações estrutural e funcionalmente. Basicamente converso com o cliente e escuto as necessidades junto ao time do projeto, ai escrevemos nossa solução. A diferença aqui do arquiteto com o analista, é que nós não nos atemos somente ao software, discutimos o negócio tambem e propomos até alterações no fluxo das coisas ( o que fatalmente gera uma alteração de software).

 Camilo Lopes: Para quem está lendo sua entrevista e deseja ser um Arquiteto qual o caminho técnico que você recomenda?

Juliano Martins: Buscar a formação mais generalista possível, conhecendo um pouco de tudo. Não se ater a estudar programação na faculdade, mas também, entender o que está por traz do software. Brincar com Linux, Servidores de aplicação, etc, Tudo isso vai fazer com que você tenha diferenciais. Tem um ótimo post no blog do academic que trata sobre o profissional generalista, vejam aqui. Tambem TEM que estudar inglês, hoje em dia se não fala inglês, está fora.

 Camilo Lopes: Além da habilidade técnica, quais outras habilidades são fundamentais?

Juliano Martins: O Chá! Conhecimento, Habilidade a Atitude! O segredo das coisas é montar o quebra cabeças, vejo muita gente que conhece muiiiiiiiito mais sobre determinanda tecnologia do que eu, mas simplesmente são pessoas técnicas que não tem a habilidade de juntar as peças e montar uma solução, e não tem a atitude de as apresentar para o time!

 Camilo Lopes: Qual foi o maior desafio que você já enfrentou como Arquiteto?

Juliano Martins: Tecnicamente, com certeza é aprender o negócio do cliente, pois aprender tecnologia e sofwares é fácil, isso é exato, mas aprender o negócio, trabalhando com pessoas, isso sim é mais dificil.

Agora pessoalmente, foi a primeira vez que tive que falar com alguem do time que ele seria despedido se não trabalhasse adequadamente. (o que não adiantou… o cara rodou mesmo)

 Camilo Lopes: Como é ser Arquiteto da maior empresa de TI do mundo?

 Juliano Martins: É muito bom, pois aqui trabalhamos realmente do jeito certo. Fico muito feliz em estar em uma das empresas mais inovadoras do mundo, pois aqui trabalhamos com coisas novas o tempo todo, não ficamos trabalhando com coisas do arco da velha! Estamos sempre buscando melhorar, e isso eu gosto!

O Segundo fato é que existe um enorme incentivo para trabalharmos com Linux aqui… AMO Linux!

 Camilo Lopes: Para fechar essa entrevista, que mensagem você gostaria de deixar para os leitores?

 Juliano Martins: A vida não é facil para ninguém, embora pareça duro, é a realidade, se você quiser se dar bem na vida, vai ter que ralar muito. Só esforço não basta, tem muito esforçado por ai fracassado. Você tem que parar as vezes e pensar se o que está fazendo é o que realmente te deixa feliz. Faça o que gosta, estude muito, tenha pro atividade e não tenha sonhos, mas sim, objetivos!

Bom, pessoal vou ficando por aqui, e espero que tenham gostado dessa entrevista. um forte abraço e até o proximo post. :)

Related Posts with Thumbnails

Comments (4)

Parabéns pelo Post Lopes!
Gostei muito das dicas do Juliano e espero que outras pessoas possam ver boas oportunidades nas palavras dele.
Ótima iniciativa de estar trazendo o dia-a-dia de profissionais de ponta!
Isso nos inspira!
Grande abraço!

Parabens Camilo…
Muito bom esse Post. Fiquei bastante interessado com as palavras do Juliano.
Otimo Post para começar o dia!

abraaaaço

opa! pessoal, fico feliz em saber que estao gostado da série “entrevistas”, esse é o objetivo de sempre ta mostrando a vida profissional na prática e tirando aquelas duvidas que nao encontramos nos livros.

abraco a todos ! 😀

Muito boa entrevista Camilo. Parabéns!

Acompanho o Juliano há algum tempo através do blog, mas não conhecia alguns por menores da vida e profissão dele.

Acredito que como eu, muitas pessoas têm duvidas a respeito das profissões de TI e ouvir/ler a experiência de profissionais dessa forma, com certeza ajuda muito na hora de tomar decisões e escolher um caminho.

Um forte abraço,
José Júnior

Write a comment